O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Imediatismo da sociedade moderna e a dificuldade em lidar com as frustrações

De acordo com o professor Douglas Rushkoff, a cultura do imediatismo nasce e se consolida com a expansão digital e é caracterizada pela postura inquietante e ansiosa pelo progresso e construção do futuro o qual, por conseguinte, gera impaciência e principalmente frustrações.Dessa forma, é necessário adotar medidas e discutir as causas e consequências do imediatismo da sociedade moderna e a dificuldade de lidar com frustrações.


A priori, vale ressaltar as causas e efeitos psicólogicos.Segundo o sociólogo Zygmunt Bauman, a comunidade comtemporânea se tornou líquida e com isso produz indivíduos com preocupações constantes devido a ideologia de como se deve viver uma vida perfeita e os métodos para chegar até essa visto que, a ausência gera descontentamento e fracasso.Por conseguinte, o desapontamento exarcebado cria problemas na psique humana como a baixa autoestima, autopiedade, ansiedade e depressão que, quando não tratadas, pode levar ao suícidio.Como analisado pela Organização Mundial da Saúde, a cada 40 segundos uma pessoa tira sua vida e assim totaliza 800 mil mortes e enfatiza a problemática.


Outrossim, mudanças no âmbito social também são recorrentes.Em analogia, a cultura hedonista da filosofia medieval descreve o prazer imediato como bem supremo e finalidade do ser humano.De modo consequente a tribulação de controlar os sentimentos de culpa pelo não alcançe, o homem imediatista tem uma tendência ao afastamento e exclusão e se torna apático, agressivo e a procura de satisfação e erros em seus relacionamentos, saúde e bem-estar, mesmo com a demanda de um tempo de evolução esperado por esses.


Portanto, é condizente buscar soluções que evitem os obstáculos da compreensão de frustrações ocasionadas pelo imediatismo moderno.Posto isso, é mister que o Ministério da Saúde juntamente com a mídia promovam campanhas e debates sobre a cultura do imediatismo e seus efeitos psicólogicos por meio de divulgações pelos canais midíaticos de alto alcance como Twitter, Instagram e Youtube, disponibilizando vídeos explicativos, imagens informativas e chats com psicólogos e psiquiatras com a finalidade de garantir a compreensão do que é e como lidar. Além disso, o Ministério do Trabalho deve estimular reuniões sobre o assunto para assim evitar essa prática nesse meio. Com isto, o Brasil se afasta dos conceitos do professor Rushkoff.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!