O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Imediatismo da sociedade moderna e a dificuldade em lidar com as frustrações

     Com a Terceira Revolução Industrial, ocorrida em meados do século XX, surgiram diversos avanços tecnológicos, os quais ainda causam forte efeito na contemporaneidade brasileira, como por exemplo a criação da internet e das redes sociais. Enquanto antigamente para se obter um dado era preciso recorrer a bibliotecas e enciclopédias, atualmente bastam alguns cliques para se informar sobre qualquer assunto. Entretanto, essas inovações podem causar complicações intoleráveis, visto que existe uma enorme angústia na sociedade perante às ações humanas, as quais não são imediatas como a tecnologia já programada e consequentemente, cria-se uma geração frustrada e ansiosa.       


        Em primeira análise, é coerente destacar que, em função da velocidade com que as informações chegam pela internet, as pessoas se acostumam e criam a impressão de que todas as atividades devem seguir o mesmo padrão. Este comportamento, denominado imediatismo, é retratado no livro do professor Douglas Rushkoff, “Choque do presente: quando tudo acontece agora”, nele, é descrita a visão da qual a população torna-se incapaz de esperar e almejam que todas as ações sejam realizadas de forma instantânea. Segundo o autor, essa atitude reflete no pensamento político, econômico e até nos relacionamentos, uma vez que o indivíduo age conforme a emoção do momento e não segundo a reflexão racional das consequências de suas ações.


     Por conseguinte, existe a questão dos sérios transtornos psicológicos como a ansiedade e a depressão, efeitos das preocupações causadas até mesmo nas redes sociais, visto que estas não dependem apenas da inteligência artificial, mas também de pessoas. Este fato é notório na inquietação da sociedade frente à necessidade de sempre agradar o público nas mídias, com a esperança de receber comentários positivos, ou mesmo na impaciência de ter que esperar por respostas nas mensagens de texto e caso essas ações não saiam como o esperado, o indivíduo passa por uma forte frustração que pode se complicar em um desses transtornos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é considerado o país com mais casos de ansiedade do mundo e apresenta mais de 5% da população que sofrem com a depressão e torna-se evidente que esses dados tendem a piorar à medida que a influência da tecnologia aumenta.


      Portanto, é mister que o Estado adote medidas mais efetivas para erradicar a situação. Dessa forma urge que o Ministério da Saúde (MS) invista no setor da saúde mental dentro do próprio ambiente virtual, por meio de uma campanha que divulgue a importância da ajuda psicológica com profissionais da área, do diálogo com os familiares e da prática de atividades físicas, as quais devem diminuir o uso excessivo da internet e redes sociais. Espera-se, com isso, amenizar o quadro do imediatismo no Brasil, para que os ideais de Douglas Rushkoff sejam aplicados nos dias atuais e as melhorias trazidas pela Revolução industrial não se tornem prejudiciais para a população.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!