O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Humanos e animais

A "Humanização" dos pets e o conceito de bem-estar animal distorcido

A relação entre humanos e animais, sempre esteve presente na maioria das sociedades, sendo, os animais, extremamente importantes em atividades de trabalho, caça, pastoreio, controle de pragas, guarda, etc. Com o crescimento das cidades, e, consequentemente, de todos os recursos e facilidades de obtenção de alimento, segurança, etc., os animais foram perdendo suas funções originais impostas, onde utilizavam seus sentidos instintivos de forma coerente, passando então por um processo de imposição do comportamento humano ao animal, transformando este último em "membro da família" do primeiro.
O ritmo cada vez mais acelerado nas grandes cidades, demandando cada vez maior tempo de trabalho, casais vêm optando pela criação de pets ao invés terem filhos, alegando a indisponibilidade de tempo na criação e educação de uma criança. Esse processo, leva a uma espécie de "humanização" dos animais de estimação, já que estes sofrerão uma imposição de comportamentos humanos bem maior que no passado, como utilização de roupas para pets, sedentarismo, alimentação inadequada (massas, doces, etc), vindo a desequilibrar totalmente a ordem natural do animal. Assim, estes animais passam a desenvolver, cada vez mais, doenças nunca (ou raramente) diagnosticadas em um animal, como estresses psicológicos, depressões, diabetes, etc.
Diante deste cenário, vale ressaltar a desinformação de grande parcela da sociedade quanto ao manejo e criação adequada dos animais domésticos. É possível ver, em textos e anúncios de blog e sites de internet, ações impostas na criação de pets, que contrastam drasticamente com a natureza do animal. Um exemplo, é a de algumas pessoas, que, seguindo suas ideologias, buscam impor uma dieta vegetariana para cães e gatos. Atitudes desinformadas como essas precisam ser esclarecidas e conscientizadas, para que os animais tenham, de fato, um bom tratamento (e independente de ideologias humanas).
Assim, visto o atual cenário de expansão da criação de pets em espaços cada vez menores, por conta dos apartamentos, etc, a falta de tempo cada vez maior para dedicação aos animais, com relação à atividades físicas diárias, etc, e a "humanização" dos pets, através de imposições de costumes humanos, como utilização de roupas e acessórios e alimentação de consumo humano, é necessária a crescente produção de pesquisas dos setores veterinários e zootécnicos, a respeito da saúde, etologia e manejo animal, propondo técnicas e medicamentos para prevenção e tratamentos de doenças e comportamentos. Também, os Conselhos Federais e Regionais de Medicina Veterinária, devem se mobilizar junto à ONG's e escolas, com o objetivo de conscientizar e educar a população a cerca dos reais tratamentos de bem-estar animal que devem ser aplicados na criação dos pets. Dessa forma, a população cada vez mais conscientizada, poderá repensar o conceito de criação de seu animal de estimação, buscando métodos e informações legítimas de bem-estar animal.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!