ENTRAR NA PLATAFORMA
HIV na terceira idade

          Com a descoberta do vírus HIV, no começo dos anos 80, iniciaram-se no Brasil medidas para a prevenção e tratamento da patologia. Entretanto, as políticas públicas focavam apenas nos chamados “grupos de risco”, como homossexuais, usuários de drogas etc. Como consequência disso, e atrelado à fatores históricos, observa-se, atualmente, um crescimento no índice de pessoas idosas portadoras do vírus.


       Em primeiro lugar, é importante observar que por ser um país com uma cultura pautada em bases conservadoras, não há no Brasil um diálogo realmente aberto sobre vida sexual, considerado como tabu. Com isso, cria-se uma visão pejorativa sobre a expressão da sexualidade, principalmente, na velhice. Diante disso, a falta de comunicação e informação aliada a uma educação em uma época em que o uso do preservativo não era comum propicia um cenário para a exposição dos idosos à doença.


       Outro ponto a destacar, é que com o avanço das industrias farmacêuticas, desenvolveram-se métodos e remédios que possibilitaram o acesso à uma vida sexual ativa novamente para a população idosa. Contudo, a escassez de campanhas de prevenção ainda se mantém como um agravante da obtenção da doença. Ademais, o diagnóstico tardio relacionado, principalmente, à confusão dos sintomas da AIDS com as de doenças da velhice, torna o sistema imunológico, dessa comunidade, menos propício a um tratamento eficaz.


         Pode-se dizer, portanto, que o vírus HIV ainda é um problema que persiste e pode atingir todos os grupos da sociedade. Por isso, é necessário que o governo faça a promoção da saúde, por meio de campanhas preventivas, como o Dezembro Vermelho, e testes para a sorologia, com a finalidade de garantir o acesso à informação e ao tratamento para a sociedade. Assim, a população se alertará sobre uma vida sexual com mais segurança e longe das infecções sexualmente transmissíveis e quebrará esse tabu aos poucos.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde