ENTRAR NA PLATAFORMA
HIV na terceira idade

     Durante o Regime Nazista Alemão, foram consolidadas diversas práticas cruéis e desumanas contra judeus e indivíduos que não eram considerados da "raça ariana", algumas dessas crueldades realizadas é a feitoria de testes medicinais em seres ainda vivos, e então através desse triste cenário a medicina sofreu significativos avanços. Nesse sentido, o progresso da ciência permitiu uma maior longitividade de vida e um melhor tratamento para o HIV, entretanto, os idosos portadores desse vírus enfrentam muitos dilemas negativos no Brasil. Em decorrência não só do descaso dos órgãos governamentais com a questão, mas também pelo preconceito sofrido por esse grupo.


    Em primeiro plano, vale ressaltar, a inércia do Estado com a situação. Segundo o filósofo John Locke, é dever do Governo promover a liberdade e o bem-estar dos cidadãos, porém isto não se concretiza na sociedade brasileira, visto que, a maioria dessas pessoas de maior faixa etária não possuem auxílio médico, acompanhamento, ambientes, cuidados e tratamentos adequados para a doença, ocasionando assim o agravamento dessa DST e suas consequências. Faz-se imprescindível, portanto, a dissolução dessa conjuntura.


     Outro fator implicante para a problemática, é o exercício de ações discriminatórias com pessoas portadoras do vírus na terceira idade. Tendo em vista, que a intolerância já existe e é praticada por parte da esfera social contra esse grupo mais velho e de forma análoga com indivíduos que possuem HIV, separadamente, e é intensificada quando ocorre a fusão desses dois fatores, provocando dessa forma, uma sociedade excludente e segregatória, desse modo, essa minoria além de sofrer fisicamente, pode também desenvolver problemas mentais como ansiedade e depressão. Por conseguinte, é inaceitavel tais atitudes nocivas da população.


     Entende-se, portanto, que as condições de vida dos diagnosticados com aids possuidores de mais de 50 anos é bastante preocupante dentro do país. Em suma, cabe ao Governo junto ao Ministério da Saúde realizar uma assistência adequada à esses seres, por meio do oferecimento de um tratamento eficaz com acompanhamentos médicos e psicológicos. Para assim, o artigo 5 da Constituição Cidadã Brasileira promulgada em 1988, que prevê o direito à saúde, segurança e bem estar da população, ser de fato colocado em prática.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde