ENTRAR NA PLATAFORMA
HIV na terceira idade

  É indubitável que o sexo é um dos assuntos mais polêmicos entre as pessoas, fazendo com que, muitas vezes, ele não seja tratado com a importância que deveria. Isso auxilia na expansão de problemas relacionados ao coito, como o aumento do número de idosos portadores do vírus da aids. Assim, segundo um relatório do Ministério da Saúde, a quantidade de indivíduos mais velhos infectados pela doença cresceu em, aproximadamente, 650%. Esse fato tem como uma de suas causas a falta de utilização de preservativos e é responsável por uma série de prejuízos para esse público.


  Nesse contexto, vale ressaltar a atitude, por parte dos idosos, de não usar camisinhas durante as relações sexuais. Desse modo, de acordo com Gil Casimiro, técnico do Ministério da Saúde, esse acontecimento está vinculado à época em que essas pessoas viveram, tempo em que a cultura do uso do preservativo não possuía destaque na sociedade. Isso faz com que os indivíduos mais velhos tenham maiores dificuldades em adotar o hábito de utilizar o método profilático, fazendo com que haja um crescimento da quantidade de idosos contaminados pela aids.


  Por conseguinte, as pessoas em idade mais avançada devem enfrentar muitas adversidades relacionadas ao vírus causador da doença. Sendo assim, destaca-se o enfraquecimento do sistema imunológico, responsável por proteger o organismo contra agentes nocivos ao corpo. Isso aumenta a probalidade de que a pessoa adquira doenças causadas por, por exemplo, bactérias, que provocam problemas no coração e no fígado, o que pode levar o enfermo a óbito.


  Portanto, fica claro que há uma expansão da quantidade de idosos que são portadores do vírus da aids, como isso é causado e quais são algumas consequências negativas geradas por essa situação. Logo, urge que o Ministério da Saúde crie campanhas, voltadas à população mais velha, sobre a importância do uso de preservativos durante o coito. O governo federal, juntamente à iniciativa privada e por meio de verbas públicas, deve investir no aprimoramento dos serviços médicos, permitindo que a patologia seja tratada o mais rápido possível. Tudo isso, além de reduzir o número de infectados pelo vírus, melhoraria a qualidade de vida desses cidadãos.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde