O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Gravidez na adolescência

No filme "Simplesmente Acontece", Rosie é uma adolescente com grandes expectativas para o futuro, porém, devido a descoberta de uma gravidez indesejada, seus planos e responsabilidades passam a ser em função da vida que está sendo gerada. Com isso, embora seja uma obra ficcional, o filme apresenta características que se assemelham ao atual contexto dos adolescentes brasileiros, pois, devido à falta de orientação por parte da família e escola, os jovens sofrem as consequências da gravidez precoce assim como Rosie.


Inicialmente, cabe ressaltar o papel da família e da escola como ambientes de formação dos adolescentes. De acordo com o pensamento de Durkheim, o ser é aquilo que a sociedade faz dele, nesse sentido, o grupo social que aborda a sexualidade como tabu, consequentemente, terá jovens vulneráveis no que diz respeito às consequências de uma gravidez precipitada. Por isso, os pubescentes, costumeiramente, desconhecem da importância de se utilizar os métodos contraceptivos, e iniciam sua vida sexual suscetíveis à DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis) e gravidez precoce. Em suma, se a escola e família não se posicionarem e assumirem o papel de orientadores na formação dos adolescentes, maior será o número de jovens que se submetem a gravidez precocemente e aos riscos que a mesma propicia.


Ademais, o auto índice de desistência escolar por parte dessas jovens, perpetua a desigualdade social. Segundo o líder político Nelson Mandela, a educação é a arma mais poderosa para mudar o mundo, mas, no entanto, as adolescentes grávidas não obtém amparo suficiente para continuar os estudos e mudar sua realidade que, na maioria das vezes, advém de uma situação de vulnerabilidade econômica. Dessa forma, o cenário da baixa escolaridade perpassa por essas adolescentes, que tendem a abdicar de seus estudos em prol de cuidar e sustentar os filhos, sem nem mesmo obter apoio do pai da criança. Porquanto, a conjuntura necessita de mecanismos que amenizem tal adversidade.


Portanto, como forma de atenuar o problema da gravidez precoce, o MEC (Ministério da Educação) deve promover palestras e rodas de conversas nas escolas, ministradas por sexólogos, que abordem sobre educação sexual para os alunos, transcorrendo sobre os métodos contraceptivos e sobre as consequências do sexo desprotegido, dando ênfase na gravidez precoce e os riscos aos adolescentes. Em consonância a isso, devem ser promovidas reuniões entre os docentes, pais dos alunos e sexólogos para desmitificar a ideia de tabu em relação ao sexo e sobre a importância de tratar sobre isso no âmbito familiar, a fim de sensibilizar os estudantes e amenizar tal problemática.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!