O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Gravidez na adolescência

O filme Juno conta a história de Juno MacGuff, uma jovem de 16 anos que acidentalmente engravidou do seu melhor amigo e se encontra em um dilema por não ter condições para criar seu filho. Fora do cinema, a gravidez precoce é uma realidade vivenciadas por muitas jovens no Brasil, sendo ainda mais agravada pela carência do auxílio por partes dos profissionais da educação e dos familiares, o que contribui para o aumento dessa problemática.
A cada mil adolescentes brasileiras entre 15 e 19 anos, 68,4 ficaram grávidas e tiveram seus bebês, diz relatório da Organização Mundial da Saúde. Com base nisso, pode-se levar em consideração que um dos motivos da gravidez na adolescência é devido a falha educacional que se encontra nas diversas instituições de ensino. Visto que, a maioria das escolas e faculdades não oferecem orientação sexual e formas de prevenção de gravidez na adolescência, tendo como consequência, o baixo nível escolar, abandono dos estudos e dificuldade em conseguir emprego.
Outro ponto relevante, é a falta de orientação familiar a respeito da vida sexual dos adolescentes. De acordo com o jornal Rede Minas, apenas 3 a cada 10 adolescentes já tiveram uma conversa sobre sexualidade com os pais e 60% das entrevistadas têm vergonha de falar sobre sexo e contracepção. Posto isto, torna-se evidente que a maioria dos pais não abordam sobre sexualidade com seus filhos, muitos ainda vêm esse assunto como tabu. Consequentemente, isso ocasiona problemas afetivos entre mãe e bebê, diminuição da auto-estima da grávida e risco de depressão na jovem grávida.
Torna-se evidente, portanto, que os familiares e educadores precisam ter uma maior participação na vida dos adolescentes. Em razão disso, o Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Saúde, deve criar um programa de educação sexual para homens e mulheres, para que os adolescentes tenham um maior conhecimento sobre o assunto e consequentemente haja uma diminuição no índice de gravidez na adolescência. Ademais, a família em parceria com centros de assistência social, deve abordar o assunto sobre a vida sexual e apresentar os métodos contraceptivos adequados para cada adolescentes.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!