ENTRAR NA PLATAFORMA
Gordofobia e o culto ao corpo padrão

A série  televisiva  Euphoria  retrata diversos temas, um destes trata da história  de Kat, uma adolescente  que desde a infância  sofrera bullying por não se enquadrar nos padrões  de beleza. Entretanto, a jovem ver sua autoconfiança mudar  quando, por dinheiro entra para mundo  das "cam girls", garotas da web. Fora da ficção, o preconceito  vivido pela garota é frequente,e existem diversos fatores que culminam para a situação, tais como: a forte influência  da mídia  na opinião  das pessoas,  e os estereótipos "enraizados" que fazem com  que muitos se martirizem para alcançar o inalcançável.

Em primeiro lugar, cabe ressaltar, que o culto ao corpo não  é algo novo, já que,desde a Grécia  Antiga, as divindades eram pintadas como donas de um corpo escultural  e invejável, dessa maneira propagava-se a cultura ao "belo".Semelhantemente a essas, a mídia dissemina por meios diversos, um padrão de "corpo aceito", haja vista que embora tenha crescido o número de participantes "gordinhos" na Tv, este diminui drasticamente ao se tratar de papéis principais.

Em segunda instância, é notável dizer que, o estereótipo dado pela sociedade,aos que não seguem o padrão do "corpo perfeito", faz com que muitas pessoas tenham prejuízos emocionais - que provêm do ódio ao corpo-, e físicos- por causa das dietas rigorosas-.Em paralelo a esta afirmaçao pode-se mencionar o ocorrido com a atriz brasileira Bruna Marquezine que, tempos atrás falou nas redes sociais de como fora duramente criticada por ter ganhado peso, chegando até a passar fome por causa da dieta. Tudo para se adequar a um padrão cada vez mais distante da realidade.

Portanto, medidas são necessárias para atenuar essa problemática.Para tanto, o Ministério da Educação, em parceria com as secretarias municipais, deve promover ações voltadas à conscientização de todo público estudantil, por meio de campanhas sobre a importância de se está alerta para a influência da mídia na construção do pensamento.
Outrossim, faz-se necessário, palestras com psicólogos e outros profissionais da saúde alertando sobre os vários prejuízos causados às vítimas da gordofobia, além destes, é de suma importância a participação direta dos que sofreram com estas ações ,com o objetivo de que todas as vozes sejam ouvidas. Dessa forma, haverá a quebra de paradgma e uma maior aceitação ao diferente.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde