O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

FUVEST 2021: O mundo contemporâneo está fora da ordem?

                                                     Novos arranjos mundiais


     “Mundo em caos”, trama recém lançado nos cinemas, conta a história do mundo após a infecção do vírus “Noise”, que mata as mulheres e torna o pensamento masculino audível. Não distante das telas, nos dias atuais, o planeta Terra vive um momento diferente com uma nova regra e singular disposição das várias estruturas sociais. Em razão disso, está pandemia do coronavírus e mudanças climáticas.  Em consequência disso, vê-se, a todo instante, morte em larga escala, medo, crise financeira e ambiental.


     Em primeiro lugar, é notável que agentes patológicos em escala mundial alteram a dinâmica das relações econômicas e sociais desde os primórdios da espécie humana. Segundo Stefan Cunha Ujvari, infectologista e autor do livro ” Pandemias: A humanidade em risco”, afirma que a combinação entre grande concentração urbana, viagens aéreas e alta incidência de contágio facilitam a propagação de uma doença. Assim, o vírus SARS-Cov-2, causador da epidemia universal Covid-19, encontrou todos os recursos favoráveis para disseminar-se rapidamente e modificar a tônica da convivência reinante. Sob essa ótica, as nações fecharam seus espaços aéreos, as prefeituras restringiram horários de funcionamento e definiram serviços essenciais, o que colocou à margem uma série de agentes públicos e privados. Desse modo, o recente surto do coronavírus alterou as dinâmicas existentes no mundo multipolar.


   Em segundo lugar, investir em ecologia é uma vantagem competitiva. Parafraseando o Papa Francisco, meio ambiente é um bem coletivo, patrimônio de toda humanidade e responsabilidade de todos.  Nessa perspectiva, o ser humano tem cuidado pouco dos ecossistemas, haja vista o aumento crescente de queimadas, uso acelerado de materiais não reciclados, extermínio de espécies e emprego irracional de recursos hídricos. O resultado dessa ganância financeira e dessa falta de visão a longo prazo acarreta em efeito estufa, branqueamento de corais, acidez nos oceanos, toneladas de lixo sem o devido tratamento.  Dessa maneira, urge um repensar de cada membro da sociedade para manter o planeta em condições habitáveis.


   Evidencia-se, portanto, que o mundo contemporâneo passa por transformações substanciais. Assim, a ”desglobalização”, o ensino à distância, o trabalho em casa e a telemedicina são novas realidades que, provavelmente, permanecerão após o fim da pandemia do coronavírus. Além disso, a escassez de água, inundações, derretimento de geleiras serão mais frequentes com as presentes atitudes em relação ao meio ambiente. Por mim, uma nova ordem mundial está se formando.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!