O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

FUVEST 2021: O mundo contemporâneo está fora da ordem?

                                                       É possível importar-se com o mundo?


 


     Immanuel Kant acreditava em um conceito específico, inato ao homem, o qual nomeava Imperativo Categórico. Tal noção apresentada pelo filósofo evidenciava uma vontade ingênita em praticar o certo ao considerar as consequências e implicações para si e para os outros. Não obstante, considerar as relações sociais e a natureza humana como preceito para cumprir essa consciência são imprescendíveis. Com isso, é possível compreender o funcionamento da sociedade através da ideia de empatia e respeito, os quais deveriam, ainda que de forma limitada, capacitar o ser humano a entender as relações e se posicionar para o bem. Assim, pode-se discutir sobre a questão de ordem em seu sentido denotativo ao demonstrar uma relação transparente entre as pessoas e como esta ordem pode confundir os vínculos sociais. 


      Por conseguinte, ainda de acordo com a hermenêutica de Kant, é viável recorrer a Karl Marx para apresentar e explicar a conexão trabalho e justiça a partir do Imperativo Categórico. Dessa forma, exibi-se a ideia de descontentamento social e ligação direta com a ordem e respeito, bem como a felicidade do indivíduo. De acordo com essa dialética, seria possível entrelaçar o trabalho, visto como moeda de troca, com a vontade de estabelecer e permanecer em um equilíbrio social. Ora, questiona-se sobre a possibilidade de encontrar ordem no mundo contemporâneo, sem sequer desprender-se das relações de trabalho. 


      Isto posto, a felicidade e expectativa do indivíduo precisa ligar-se a realidade. O Imperativo Categórico seria crucial para que este entendesse a noção de convivência e afinidade. Como considerar um futuro sem realizar a manutenção do presente? Tal questionamento poderia estender-se para se questionar a estrutura do coletivo. Atribuir uma razão para a existência não seria suficiente para aliviar os questionamentos sobre a futuridade, pois faz-se necessário acreditar na expectação de medicar o meio social.


      Portanto, ao questionar sobre a ordem do mundo e, consequentemente, sua desordem, deve-se entender as condições que levam o indivíduo a desatentar-se e esquecer de seu ambiente. Ao retomar Kant e Marx, é colocado a questão primordial feita até então: o trabalho, com isso o sistema capitalista, possibilidade uma felicidade? O sistema encarrega-se de manter e enfraquecer o ser humano a ponto de enxugar dele sua relevância. Logo, a desordem e desimportância segue uma pauta colocada e mantida pela própria sociedade que precisa invocar o Imperativo Categórico na tentativa de mudar a humanidade.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!