ENTRAR NA PLATAFORMA
Foro privilegiado é porta aberta para a impunidade
Sanguessuga
Na Grécia antiga, século V, nasceu a democracia direta, que foi herdada e modificada pelo Brasil. É possível afirmar que a Terra dos Papagaios virou cenário de corrupção e enganação à sociedade, que fere sua democracia e o direito de igualdade. Isso se evidencia, principalmente, pelo fato de frequentes investigações, porém o mais preocupante é a união de crimes ao foro privilegiado.
Podemos perceber que a proteção aos colarinhos branco aniquila a Constituição Brasileira, além de uma lei que auxilia corruptos a não serem investigados como cidadãos comuns. Há poderosos que geram a proteção, como o caso da obstrução de justiça de Dilma para encobrir Lula e o recente investigado temer por pagar propina a 2 procuradores, segunda a Veja. Ainda mais, a imposta delação premiada também é uma forma de privilégio, mas se aplicada de maneira correta estará em prol do Brasil. Assim como disse Sócrates: ?Sob a direção de um forte general, não haverá jamais soldados fracos? - ou seja, se há governantes apoiando o país, diante de direitos igualitários, a pátria ascenderá.
Vale ressaltar que pelo fato da desinformação de muitos, políticos abrem brechas para a falsa esperança nacional. A primeira questão é o Projeto de Lei de emenda na Constituição, que inclui a discussão sobre o foro privilegiado. A segunda é a Reforma Política projetada para este ano, dando a ilusão de que a lista fechada é o voto direto, quando na verdade há priorizados no topo. E assim como disse Roberto Azevedo: ?Uma mentira fácil tem mais força do que é uma verdade complexa? ? certamente, a calmaria com ?mortadela? é melhor do que uma ditadura, segundo governantes.
Dessa forma, é fato que tanto a democracia quanto a constituição estão a favor dos grandes cargos políticos. Para abster essa situação, o Governo Federal deve aprovar a lei que exclui, literalmente, o foro privilegiado; além disso, políticos investigados devem ser afastados de seus cargos e a Reforma Política deve aderir a uma nova lista, que seja por voto direto ao candidato. Ainda mais, a mídia deve cortar qualquer censura governamental, expondo a cruel realidade de que temos direito de saber. Por outro lado, para que o primeiro passo seja dado, a sociedade deve mudar de atitude deixando o seu lado ?sanguessuga do poder? no tapete.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde