O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Formas de combater as doenças sexualmente transmissíveis no Brasil

Lançado em 2013, o filme "Clube de Compra Dalas" retrata o drama vivenciado por um jovem eletricista que, após manter relações sexuais com diversos parceiros em um curto período de tempo, adquire o Vírus da Imunodeficiência Humana. Assim como no longa, observa-se hoje que o aumento no número de doenças sexualmente transmissíveis, principalmente na população jovem, está diretamente relacionada com a banalização do sexo e a dificuldade de inserir no sistema de ensino brasileiro uma disciplina diretamente voltada para a educação sexual, pois na grande maioria dos casos, a falta de informação é o principal desafio no combate à disseminação dessas enfermidades.



De acordo com uma pesquisa realizada pelo jornal Folha de São Paulo, em outubro de 2017, a quantidade de pessoas infectadas com o vírus HIV aumentou 15% em relação ao ano anterior, ou seja, mesmo após as inúmeras campanhas de conscientização transmitidas pelos veículos telecomunicativos, a taxa de pessoas infectadas aumentou drasticamente. Dessa forma, observa-se que tal acontecimento ocorre pelo simples fato de que essas doenças podem ser controladas com medicamentos acessíveis à maioria da população - e quando não o são, como no caso do HIV, seu tratamento pode ser analisado do ponto de vista de uma doença crônica, visto que o paciente necessitará de medicamentos controlados de uso contínuo para o resto da vida. Com isso, torna-se necessário medidas protetivas de urgência, como a ampliação das campanhas de conscientização que dialogue com o público alvo, dado que a forma com que o tema vem sendo abordado tornou-se ineficiente nos últimos anos.



Além disso, outro fator que dialoga com essa triste realidade refere-se à dificuldade do Sistema Público de Saúde em diagnosticar doenças sexualmente transmissíveis em sua fase inicial. Um exemplo claro desse retrocesso social aconteceu na cidade de São Paulo, em que o ministério público local abriu um inquérito para investigar a morte de um homem de 34 anos de idade que, após ter seu pedido de exame prorrogado pela segunda vez, desenvolveu uma série de complicações impossibilitando-o de reagir aos medicamentos com que estava sendo medicado. Na ocasião,após o laudo pericial, foi constatado que a causa da morte ocorreu por conta de uma má-disposição desencadeada por uma doença conhecida como Sífilis. Sendo assim, torna-se necessário uma reformulação do Sistema Único de Saúde, como a elaboração de um centro de triagem, que tenha como principal objetivo o diagnóstico de moléstias ocasionadas por relações libidinosas.



Dessarte, para que seja possível minimizar os efeitos da propagação de DST's no Brasil, é preciso que o Poder Executivo, em parceria com a Secretaria de Saúde Pública, crie uma ouvidoria pública online que registre e agende consultas gratuitas para aqueles que mantiveram relações sexuais sem os devidos cuidados necessários e os encaminhem para programas educacionais que tenha por finalidade instruir os indivíduos sobre o hábito do uso do preservativo visando diminuir a ocorrência desses incidentes. Destarte, é dever do Poder Judiciário, por meio de uma emenda constitucional aprovada no Senado e na Câmara do Deputados, tipificar como lei a obrigatoriedade de se discutir nas instituições de ensino assuntos relacionados à educação sexual, visto que só assim a problemática será atenuada e a influência desses dados será minimizada.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!