ENTRAR NA PLATAFORMA
Formas de combater as doenças sexualmente transmissíveis no Brasil
A partir de 1960 com a chegada da pílula anticoncepcional ao mercado, as pessoas passaram a se importar menos com a proteção sexual e consequentemente os índices das doenças sexualmente transmissíveis (DST) aumentou muito. Atualmente, é um problema de saúde pública muito grave no Brasil, principalmente entre os jovens. Diante disso, fica claro que é um empecilho que deve ser resolvido.
Apesar disso, as estatísticas recentes do Brasil são alarmantes. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), anualmente, ocorrem milhares de casos de sífilis, HPV e herpes genital, a gonorreia chega a 1.541.800 casos no país. Na última década, os casos de HIV chegaram a 6,7 casos entre jovens de 15 a 19 anos. As consequências dessas doenças são graves e podem levar o indivíduo a ter esterilidade, mais chance de ter câncer de pênis e no colo do útero, problemas na gestação e até infecções que podem levar a morte. Portanto, é muito importante e necessária a prevenção dessas doenças.
Entretanto, ainda existem barreiras para resolver a questão. No Brasil, não é obrigatório a matéria de educação sexual nas escolas para os adolescentes, o que acaba privando muitos jovens de adquirir conhecimento sobre o assunto e os devidos cuidados. Outro fator importante é que grande parcela das pessoas que adquirem DST vive anos sem reconhecer os sintomas. Esse fato, em conjunto com os que não utilizam preservativo, seja por descuido ou falta de informação, acaba aumentando o contágio das infecções entre a população.
Em vista disso, é evidente que essa situação deve ser resolvida com urgência. Para que isso seja possível, o Ministério da educação (MEC) deve implantar nas escolas a matéria de educação sexual para os adolescentes, para que eles tenham toda a informação necessária sobre o assunto e assim, evitar que mais jovens adquiram a doença. Também devem ser divulgados através da televisão, internet e outros meios de comunicação social a importância da realização de exames para identificar possíveis infecções, evitando assim, pessoas que passam anos sem saber da existência das mesmas. Dessa forma, o país estará avançando mais um passo para combater esse mal.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde