O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Formas de combater as doenças sexualmente transmissíveis no Brasil

No filme "Clube de Compras Dallas" é retratado as dificuldades e preconceitos sofridos pelo protagonista ao sabe que contraiu vírus HIV, levando-o a arrumar o seu próprio jeito para tratar a doença. Fora dos cinemas, a dificuldade e a falta de conhecimento sobre as DSTs ainda é uma realidade no nosso país, tornando-se necessário a tomada de medidas para se resolver a questão.
No Brasil, a tendência é de um aumento das doenças sexualmente transmissíveis porque as pessoas não estão mais usando mais preservativo, segundo o Ministério da Saúde, que fez uma pesquisa com jovens entre 15 e 24, apenas 56,6% deles usam camisinha com parceiros eventuais. Dado que se evidencia pelo aumento dos casos das DSTs não tão populares como a clamídia, uma das doenças mais comuns, que apresentam um número crescente de casos a cada ano.
Entretanto, muitos problemas dificultam a resolução do impasse. Por ser a população mais afetada, os jovens deveriam ser o centro das nossas atenções para evitar problemas futuros, já que por ser um tabu, sexo nunca é discutido nas escolas ou entre familiares, fazendo que 21,6% dos jovens entrevistados pela Pcap pensassem que houvesse uma cura para a aids, uma clara desinformação.
Portanto, medidas são necessárias para resolve o impasse. O MEC em parceria com as escolas devem realizar aulas periódicas sobre educação sexual, explicando como elas se espalham e como preveni-las. Além disso, as famílias devem começar a discutir com seus filhos a importância do uso de preservativos, e ter discussões mais saudáveis sobre a vida sexual. Dessa forma teremos uma sociedade cada vez mais livre de DSTs.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!