O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Falsidade ideológica no Brasil

O filme “As Branquelas” retrata a história de Marcus e Kevin, dois agentes do FBI que, mediante um imprevisto, precisam se passar por duas socialites no trabalho. Enquanto fingem ser as gêmeas Tiffany e Brittany, eles colocam, muitas vezes, as irmãs em situações constrangedoras por prejudicarem suas imagens. De maneira análoga à obra, a falsidade ideológica é uma realidade no Brasil contemporâneo responsável por acometer o nome de inúmeros cidadãos. Nesse contexto, é possível destacar o uso desse crime em fraudes e o jeitinho brasileiro como uns dos maiores indícios da problemática.


 



Em uma primeira análise, é de suma importância avaliar como o crime de falsidade ideológica é usado para conquistar vantagens na sociedade. No ano de 2019, o Ministério Público Federal denunciou o ato criminoso de Lucas Soares Fontes, um jovem de 26 anos, até então funcionário do INSS - Instituto Nacional do Seguro Social. Segundo o Fantástico, o concursado fraudou sua cor por meio de tinturas, a fim de ser considerado negro e ser aceito como cotista pelo concurso público que resultou em seu emprego no Instituto. Por conseguinte, é indubitável que o ato de omitir ou inserir declarações falsas colabora na propagação da injustiça no país.


 



Ademais, vale ressaltar que o conhecido “jeitinho brasileiro” é um dos responsáveis por fomentar o crime de falsidade ideológica. De acordo com a obra Raizes do Brasil, de Sérgio Holanda Buarque, tal classificação se baseia no hábito dos brasileiros de lidar com problemas cotidianos de forma corrupta, de maneira a justificar atitudes indevidas com o objetivo de garantir o benefício próprio. Dessa forma, condutas como adulteração de documentos que identificam raça, idade e renda financeira, são normalizados.


Dado o exposto, evidencia-se que a atual conjuntura relativa ao crime de falsidade ideológica deve ser reconfigurada, com o intuito de reestabelecer a ordem no Brasil. Sendo assim, cabe a Receita Federal desenvolver um programa que invista uma maior parcela de impostos em ramificações prioritárias. Por meio desse projeto, o combate à injustiça será de extrema importância e novas verbas serão disponibilizadas a fim de aprimorar a fiscalização pela Justiça Federal. Destarte, a competência judiciária brasileira se aproximará da excelência, enquanto as fraudes serão atenuadas.


 


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!