ENTRAR NA PLATAFORMA
Experimentos com animais
Na obra cinematográfica "Planeta dos Macacos", um macaco é usado como cobaia em experimentos maléficos para sua saúde, pois os cientistas só pensavam no avanço da ciência, bem como o bem próprio. Hodiernamente, esse filme assemelha-se à realidade brasileira no que diz respeito ao abuso de animais. Infelizmente, não só a vaidade humana, mas também a negligência, corroboram a prática condenável dos ensaios em bichos no Brasil.
É importante ressaltar que as empresas de cosméticos são algumas das principais utilizadoras de animais em testes, os quais são sumetidos a experimentar produtos de beleza. Consequentemente, esses seres têm sua vitalidade prejudicada, visto que são expostos a químicas fortes. Em decorrência disso, muitos bichos desenvolvem alergias, cegueira e, em muitos casos, morrem. Dessa forma, é válido salientar que submeter espécies a estes tratamentos a estes tratamentos é contrário aos postulados aristotélicos, os quais afirmam que a ética está diretamente ligada à busca do bem comum.
Além disso, o animal é obrigado a passar por experimentos, muitas vezes, cruéis e desnecessários, como por exemplo: a dissecação de bichos vivos para estudo e pesquisa. Nesse sentido, é essencial ressaltar que, o filósofo francês Émile Durkheim, alegava que a sociedade funciona como um organismo vivo, onde todos possuem uma função. Perante a isso, a comunidade deve aderir como ofício a proteção dos animais. Assim, o organismo social brasileiro será mais benéfico.
Infere-se, portanto, que os animais não estão sendo protegidos no cenário contemporâneo. Com o fito de mitigar a utilização de animais em testes por empresas de cosméticos, o Ministério da Educação, por meio do Terceiro Setor, o qual é composto por organizações de iniciativa privada, sem fins lucrativos e que prestam serviços de caráter público, deve criar campanhas de incentivo a outros meios de experimentar produtos. Assim como, é vital que crie páginas em redes sociais que informem o nome de companhias que utilizam animais em testes, pois isso alertará o consumidor. Ademais, urge que o IBAMA imponha limites ao que é feito com os animais em laboratórios. Feito isso, as espécies conviverão mais em harmonia no Brasil.


Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde