ENTRAR NA PLATAFORMA
Excesso de trabalho e saúde mental

A competitividade no mercado de trabalho é extremamente estimulada, o que faz parte da conjuntura de empresas capitalistas. Quanto mais você se esforçar e render nos seus honorários, maior é o reconhecimento e a chance de ascender no mundo coorporativo. No entanto, depois de ser estimulada por séculos, essa prática passou a ser reconhecida como desencadeadora de processos prejudiciais a saúde mental dos indivíduos. Nesse sentido, cabe discutir e analisar aspectos que ajudem a buscar soluções para essa mazela.


A priori, a busca e estímulos exagerados da razão foram destacados durante séculos. Essa prática, pôs em detrimento os prazeres pessoais e o cuidado do indivíduo consigo mesmo. De acordo com Nietzsche, as decisões mais acertadas são aquelas que buscam o equilíbrio entre a razão e os prazeres. No entanto, ainda segundo este pensador, a base somente na razão foi fortemente estimulada durante séculos o que prejudicou o entendimento do homem frente ao melhor mecanismo para se basear.


 


Ademais, o mercado competitivo estimula exageradamente o detrimento dos prazeres. De encontro ao proposto por Nietzsche, o mundo coorperativo tende há séculos, a estimular a repressão da vida pessoal para buscar o sucesso profissional. Nesse sentido, diversos problemas de cunhos psiquiátricos têm ganhado destaque nesse cenário. Dentre estes, a síndrome de Burnot que leva ao esgotamento energético e psicológico por questões de dedicação sem limites ao trabalho.


Fica evidente, portanto, a necessidade de se buscar possíveis soluções para essa problemática. Cabe ao Ministério da Educação, juntamente com as escolas, buscar a reeducação dos jovens na busca pelo equilíbrio entre razão e prazer, proposto por Nietzsche, durante suas vidas. Para isso, pode ser incorporada uma disciplina de Ética que visa desmistificar a importância de certas condutas e o sentimento de culpa por buscar satisfação pessoal. Além disso, cabe ao Ministério da Saúde propor a inserção de palestras e seminários semestrais em ambientes de trabalho, para alertar aos trabalhadores sobre a importância no cuidado com a saúde mental. Assim, as pessoas podem ser melhor conscientizadas dos prejuízos que rotinas desenfreadas podem causar. Feito cada um desses passos, a pressão do mercado poderá ter menores impactos na sociedade.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde