ENTRAR NA PLATAFORMA
Excesso de trabalho e saúde mental

  Desde os processos denominados “revoluções industriais” e a ascensão do capitalismo, o mundo vem demasiadamente priorizando o trabalho em detrimento de cuidados essenciais, especialmente, em relação à saúde mental. Com isso, surge a problemática do excesso de trabalho prejudicial ao condicionamento mental do trabalhador que persiste intrinsecamente ligado à realidade da sociedade contemporânea.


  É indubitável que a questão socioeconômica esteja entre as causas do imbróglio. De acordo com o filósofo chinês Confúcio, o homem joga sua saúde fora para conseguir dinheiro; depois, usa o dinheiro para reconquistá-la. De maneira análoga, é possível inferir que excesso de trabalho pode ser prejudicial não somente à saúde física, como também à saúde mental, como aponta a pesquisa feita pela Internacional Stress Management Association ao calcular que cerca de 32% dos trabalhadores brasileiros padecem de intenso estresse, ansiedade, e, em último caso, depressão.


  Outrossim, destaca-se a deficiência social no que tange à permanência da valorização do trabalho acima dos cuidados com a própria saúde. Segundo Durkheim, o fato social é uma maneira coletiva de agir e de pensar dotado de exterioridade, generalidade e coercitividade. Seguindo essa linha de pensamento, percebe-se o impacto geado pelo capitalismo no pensar e agir da sociedade, permitindo-se dormir mal ou pouco, deixar de se alimentar corretamente, abdicar de seus momentos de lazer e vida social, para dedicar-se inteiramente à profissão.


  Urge, portanto, a necessidade da reestruturação sociocultural com vista a atenuação do descuido com a saúde proveniente do excesso de trabalho. Faz-se necessário para o trabalhador reservar um horário exclusivo para seu lazer diariamente. Ademais, visto que o esgotamento mental prejudica o ritmo e a otimização do trabalho, a colaboração das empresas torna-se indispensável, oferecendo momentos de descanso e lazer aos funcionários através de áreas de entretenimento, academias e espaços para relaxar, proporcionando um bom aproveitamento da carga horária de cada trabalhador.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde