ENTRAR NA PLATAFORMA
Excesso de trabalho e saúde mental

    "Mente sã, corpo são, é o unico caminho para vida tranquila". Através desta frase do poéta romano Décimo Juvenal, podemos constatar que a sanidade mental é de fundamental importancia para o bem estar do indivíduo, entretando, quando analizamos o mercado de trabalho brasileiro, notamos que esse conceito não é aplicado na pratica, e a integridade da mente é posta em segundo plano, tal postura deve ser modificada, para que possamos garantir qualidade de vida aos trabalhadores. Cabe então analizarmos os fatores que favorecem esse quadro e as consequências desse comportamento na sociedade.
    Em primeira instância, destaca-se, a sobrecarga dos funcionários como gerador principal de problemas. Segundo leventamento do portal G1, mais de 50% dos trabalhadores afirmam ter passado das 44 horas máximas semanais de serviço definidas pela CLT com base em recomendações da OMS, a quebra desses limites é prejudical, pois potencializa a fadiga, diminui a interação do trabalhador com amigos, familiares e o tempo de lazer, essas condições aumentam os níveis de estresse e acarretam em uma alteração prejudicial no funcionamento do organismo.
      Consequentimente, começam a aparecer patologias, como por exemplo a sindrome de Bornout, que se caracteriza pelo esgotamento fisico e mental causados pela sobrecarga no emprego, todavia, problemas dessa natureza tendem a ser negligenciados por não trazerem uma incapacitação imediata. Segundo o filósofo Suíço Roussueau "a sociedade só progride quando um se importa com o problema do outro", sendo assim a negligência deve ser posta de lado, e deve-se investir na prevenção e tratamento dos profissionais doentes.
   Portanto é evidente que ações metigadoras são necessárias, destarte, cabe ao Ministério da Justiça, propiciar uma melhor capacidade de atuação dos fiscais do trabalho, por meio do investimento em serviços de inteligência e aumento do efetivo, que será realizado através de um maior repasse aos orgão reguladores, a realização de concursos públicos para a ocupação das vagas criadas e o treinamento dos agentes, os esforços deverão ser aplicados na punição dos empragadores infratores que permitem a quebra do "teto" de horas trabalhadas, aplicando multas compativeis e outra sanções criminais cabíveis, com a finalidade de acabar com a anomia no mercado de trabalho nacional.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde