ENTRAR NA PLATAFORMA
Excesso de trabalho e saúde mental

No seriado ''Todo mundo odeia o Chris'', um dos personagens apresenta muitas doenças por não ter tempo de se cuidar, devido aos dois empregos. Fora das telas, é fato que a realidade apresentada por aquele pode ser relacionada ao mundo do século XXI, já que de acordo com a Secretaria de Previdência, o número de pessoas com esgotamento na saúde, por conta do trabalho, cresceu cerca de 30% de 2017 a 2018, sendo a principal causa a:o aumento da síndrome de Burnout que corrobora para os impactos na saúde.


Em primeira análise, é importante destacar que, em função da pressão no ambiente de trabalho, a sociedade está cada vez mais esgotada, consequência da falta de lazer. Segundo a Política de Aristóteles, a felicidade total só é alcançada quando tudo cumpre seu fim. No entanto, esse pensamento apresenta desfalques na prática, visto que a síndrome de Burnout aumentou, essa é causada pelo esgotamento profissional, pois momentos para descanso não cumprem o seu fim e estão pouco presentes, durante a carga horária do trabalhador. Analogamente, ao seriado, o tecido social adquire doenças com o exagero.


 Por conseguinte, presencia-se um forte impacto na saúde da população, principalmente pelo isolamento social. Por conta da rotina cansativa de trabalho, as pessoas possuem uma tendência natural de deixar de fazer coisas como, ter um horário de lazer com amigos e família, refeições entre outros; fato que causa o distanciamento da sociedade. Por consequência, a vulnerabilidade para adquirir doenças, como a  ansiedade e depressão, aumenta . A título de exemplo temos, a reportagem que o G1 realizou com uma psicóloga de Mogi das Cruzes, ela afirma que se afastou do ambiente de socialização por só pensar em trabalhar e, hoje é acompanhada por psiquiatras para tratar Burnout.


Portanto, é necessário intervenções para resolver o impasse. Para minimização do esgotamento profissional e a síndrome de Burnout, urge que o Governo Federal proporcione, por intermédio de verbas governamentais, atendimentos psicológicos semestrais nas empresas, que possam analisar como está a saúde mental do profissional durante o período de  trabalho; ademais pode realizar palestras anuais que abordem o assunto e mostre as causas do excesso de trabalho, as consequências e a melhor forma de prevenir, que é administrar o tempo de forma equilibrada e respeitar o metabolismo. Só assim, a política de Aristóteles será seguida.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde