ENTRAR NA PLATAFORMA
Excesso de trabalho e saúde mental

Ao afirmar em sua canção que, “O Tempo Não Para”, o poeta Cazuza faz, de certo modo, uma comparação entre o futuro e o passado. De fato, ele estava certo, pois os problemas emocionais gerados por cargas excessivas de trabalho não são um problema atual. Acerca dessa premissa, na contemporaneidade, a problemática é evidenciada em algumas situações, seja pela perca da vida social, seja por consequências na economia do país.



Em uma primeira análise, vê-se que os problemas emocionais e o isolamento, são consequências diretas do problema. Desde a introdução das máquinas, ocorrida na Revolução Industrial no século XIX, as dinâmicas de trabalho foram alteradas, como resultado de tal, a carga de trabalho foi aumentada demasiadamente, bem como a exigência em atividades cotidianas. Como consequência, na atualidade, o trabalhador é pressionado a dedicar-se integralmente as suas atividades, causando por vezes a perca da vida social, o que acarreta a um aumento nos casos de suicídio nesse meio.



Por conseguinte, os problemas emocionais relacionados a classe de trabalhadores, podem gerar uma série de impactos econômicos. De acordo com dados levantados pela revista Galileu, que publica artigos relacionados à ciência, cerca de 30% dos brasileiros sofrem da chamada de Síndrome de “Burnout”, o que remete a pessoas esgotadas profissionalmente, a exemplo do ex-presidente Getúlio Vargas, que, levado por pressões em seu trabalho, cometeu suicídio em 1954. Assim, com trabalhadores frágeis emocionalmente, o ritmo de produção diminui, reduzindo a população economicamente ativa e consequentemente prejudicando a economia.



Portanto, algo precisa ser feito com urgência para amenizar a questão. Logo, a Secretaria de Trabalho, por meio de um projeto de lei enviado ao congresso, deve estabelecer que empresas criem um ambiente de lazer no local de trabalho, com fito de diminuir a pressão emocional sofrida por seus funcionários. As empresas que não se adequarem a norma, devem ser penalizados na forma de multas. Somente assim, a música do Cazuza deixará de fazer sentido pois futuro será, finalmente diferente do passado.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde