ENTRAR NA PLATAFORMA
Excesso de trabalho e saúde mental

A inserção da internet, em nossa sociedade, modificou as relações de trabalho no século XXI.  Se, no passado,  o trabalhador dedicado era aquele que passava mais tempo na fábrica, hoje em dia,  é aquele que transporta, através dos novos meios de comunicação, as responsabilidades do emprego para a vida pessoal. Dessa forma, o capital invade a vida privada dos funcionários em busca de produção o que acarreta na deteriorização da saúde mental dos indivíduos.


Dado isso, é possível lembrar que, em outros momentos históricos, a tecnologia interveio negativamente na vida do trabalhador. A luz elétrica, durante a segunda revolução industrial, encerrou as distinções entre noite e dia, permitindo a extensão da jornada de trabalho. Em decorrência disso, as condições cada vez mais insalubres do serviço, com longas jornadas e baixa remuneração, levaram a insatisfação cada vez maior do proletariado. Para equilibrar essas relações o Estado interveio com políticas de proteção ao trabalhador, reponsáveis por diminuir as tensões e construir uma relação mais sadia entre trabalhador e indústria. 


Analogamente, no século XXI, o bom funcionário, aos olhos do contratante moderno, é aquele que confere e-mails de madrugada, responde mensagens, relacionados ao serviço, fora do expediente e sacrifica parte de seus momentos privados pelo bem da empresa. Novamente, a tecnologia acarretou uma extensão das jornadas de trabalho, dessa vez para além do ambiente físico das empresas, impedindo que o trabalhador possa descansar, o que ocasiona o esgotamento físico e mental e, consequentemente, a perda de produtividade.


Baseado nisso, é necessário lembrar que é dever do Ministério do Trabalho fiscalizar questões relacionadas à saúde do trabalhador, assim, este orgão deve monitorar e receber denúncias de abusos contra o direito, garantido pela constituição, do descanso. Na internet, isso pode ser garantido por meio da criação de uma secretária especial focada nos casos em rede, cabe salientar também a necessidade de que, tal secretária, por está tratando de uma tecnologia muito recente, precisaria de um corpo técnico e especializado em crimes desse escopo. Essa ação teria como finalidade a preservação da dignidade humana, dos direitos garantidos ao trabalhador e a manutenção das relações saudáveis entre empresas e funcionários.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde