ENTRAR NA PLATAFORMA
Excesso de trabalho e saúde mental

      Segundo levantamento realizado pela revista Cães e Gatos Vet Food os médicos veterinários estão entre as profissões que mais cometem suícidio, dentre as causas a mais citada é a Síndrome de Bournout. Sendo compreendida como uma síndrome psícologica oriunda da exposição prolongada aos estressores do ambiente de trabalho, tal enfermidade têm afetado cada vez mais os chamados ¨ workaholics¨ ou viciados em trabalho, os sintomas vão desde de exaustão física,emocional e falta de vigor. Além disso, a pessoa afetada com o Burnout acaba por sentir-se improdutiva, menos importante e pouco realizada com sua atuação profissional.


        O início dos sintomas pode se dar pelo acúmulo de tarefas, responsabilidades, exigências e pressões sofridas pela alta demanda de trabalho. Com o distanciamento das relações pessoais e descontentamento profissional a pessoa afetada tende a depressão. É importante ressaltar o combate á ideia de que o problema surja por consêquencia a falha pessoal, sendo assim, a síndrome revela apenas uma incompatibilidade entre o relacionamento do indivíduo com seu trabalho.


          Grande parte dos profissionais, principalmente ligados a sáude, ignoram a presença da síndrome surgindo assim a grande necessidade de divulgação nos consultórios, clínicas, hospitais e empresas.  Criação de programas voltados á saúde mental, juntamente com ações do Ministério do Trabalho e do Ministério da Saúde. 


         O diagnóstico da síndrome de Burnout é realizado por profissional de saúde mental, seja ele psicólogo ou psiquiatra. A partir dos sintomas apresentados, história pessoal e contextualização do momento atual, o profissional realiza o diagnóstico. Com relação ao tratamento, em muitos casos, será necessária a associação de medicação e psicoterapia.  

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde