ENTRAR NA PLATAFORMA
Excesso de trabalho e saúde mental

Promulgada em 1948 pela ONU, a Declaração Universal do Direito do Homem e do Cidadão garante a todos o direito à saúde e ao bem-estar social. Entretanto, a realidade trabalhista hodierna impede a efetivação desse direito, uma vez que o funcionário, guiado pelo medo e falta amparo social, gera, diariamente, situações problemáticas para sua saúde mental. Nesse sentido, medidas devem ser tomadas para equilibrar a eficácia no mercado de trabalho sem que o bem-estar seja colocado em risco.


Antes de tudo, vale ressaltar que a disputa desenfreada por emprego gera insegurança para o trabalhador. Nessa perspectiva, a preocupação remota com a permanência posto de trabalho tem ocasionado uma intensificação nas jornadas de trabalho, bem como o pensamento constante nas tarefas. Com isso, o indivíduo vai, aos poucos, transformando-se em um objeto do próprio trabalho, ao qual o sociólogo Karl Marx denominou alienação. Essa transformação tira a essência do homem, uma vez que ele passa a ser resumido em um produto mercadológico que alimenta o sistema capitalista, sendo, portanto, carente por amparo.


Além disso, o contexto social gera um vetor de instabilidade emocional. Segundo o sociólogo Zygmunt Bauman, as pessoas, atualmente, vivem em uma sociedade onde as incertezas prevalecem. Essa nova modernidade, a qual ele chamou de "Modernidade Líquida", tirou, erroneamente, as solidez nas relações trabalhistas, emocionais e educacionais. Dessa forma, as crises psicológicas, na busca equivocada pela solidificação, têm sido constantes, ocasionando síndromes, como a de Burnout, que afetam diretamente a qualidade mental do indivíduo.


Diante o exposto, faz-se necessário medidas para suprir a demanda empregacional sem que a saúde seja colocada em risco. Posto isso, urge ao Ministério da Saúde, em parceria do Setor Privado, realizar campanhas publicitárias e no ambiente trabalhista que instiguem a realização de práticas de lazer e uma maior atenção com a sanidade mental, adotando medidas ergonômicas e salubres para estilo de vida, a fim de erradicar o panorama de doenças oriundas dos ofícios, efetivando a promulgação de bem-estar da ONU.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde