O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Epidemia de sífilis no Brasil

A sífilis, doença sexualmente transmissível de natureza grave que, em quadros mais severos pode levar à cegueira e até mesmo à morte tem afetado um grande número de pacientes no Brasil e no mundo, se tornando uma epidemia um tanto quanto inesperada, pois, até o ano de 2016 a doença registrava poucos casos.
A doença vinha tendo um baixo número de casos no Brasil após as campanhas contra o vírus da aids na década de 1980, que aumentaram drasticamente o uso de preservativo pelos brasileiros, reduzindo o número de portadores de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) . Porem, recentemente o uso do preservativo vem decaindo, e isso é a causa do quadro atual da sífilis no Brasil e no mundo.
Chega a ser contraditório a redução do uso de preservativos pela população, visto que, no mundo moderno, as pessoas estão cada vez mais informadas sobre os perigos das DSTs e como evitá-las. O retrocesso em relação ao emprego do preservativo pode estar ligado à diminuição do medo do vírus da aids, graças aos avanços da medicina na criação e distribuição de coqueteis que diminuem os danos da doença.
É necessário, portanto, acabar com a epidemia de sífilis e, pelo menos, retornar a antiga situação em relação ao uso de preservativos. Portanto, é preciso que o governo, em conjunto com a mídia, lancem campanhas que estimulem o uso de preservativos e advertam sobre a gravidade das DSTs na televisão e nas escolas, além disso, um programa no SUS que incentive a população em geral a fazer um exame preventivo que diagnostique a doença em estado inicial nos pacientes.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!