O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Enfrentamentos da mobilidade urbana no Brasil

Em seu poema “Cota Zero”, o poeta Carlos Drummond de Andrade estabeleceu uma crítica a respeito da dependência entre o homem e o automóvel. Analogamente ao poema modernista, é possível perceber essa dependência através do caos enfrentado pela mobilidade urbana, problemática essa influenciada por fatores como o uso majoritário do sistema de rodovias e a falta de estrutura nas urbes. Dessa forma, analisar o cenário atual é de suma importância para mitigar tal situação.
Primeiramente, é válido destacar a construção histórica do modal rodoviário como um empecilho para um melhor fluxo urbano no contexto brasileiro. Sob essa ótica, durante o governo Juscelino Kubitschek, foi difundida uma grande valorização do carro e do rodoviarismo, de modo a não centrar suas atenções em outros modais pelo país. Nesse quadro, tal conjuntura se reflete atualmente sob forma de grandes engarrafamentos e atrasos no fluxo de mercadorias e pessoas, a exemplo da greve dos caminhoneiros ocorrida em maio de 2018, a qual gerou grande caos econômico no país e deixou claro a forte dependência do Brasil a esse sistema.
Ademais, cabe-se ressaltar ainda, a falta de infraestrutura nos grandes centros como agravante desse problema. Nesse sentido, a carência de pesquisas de transportes alternativos de massa, bem como a precariedade de meios já existentes como a superlotação de trens e metrôs, corrobora para que o indivíduo opte por veículos como carros e motos, o que contribui para longas filas de automóveis e o agravamento da poluição atmosférica por dióxido de carbono. Logo, tal cenário deixa evidente a necessidade de intervenção dos setores responsáveis na busca de soluções para tal mazela.
Fica evidente, portanto, que o uso quase exclusivo do rodoviarismo e falta de atenção estatal no que se refere à infraestrutura, colaboram para a manutenção do caos na mobilidade urbana. Desse modo, é preciso que o Governo Federal em parceria com os governos estaduais estabeleça uma política nacional de locomoção urbana, por meio de estudos sobre as reais necessidades nos centros urbanos, de modo a identificar os melhores projetos a serem implementados como ampliação de ciclovias, instalação de veículos leves sobre trilho – VLT, além de campanhas publicitárias que busque oferecer através dessa conjuntura, o estímulo a população em usar o transporte público e usar seus veículos com consciência. Desse modo, só assim a interligação observada por Drummond aparecerá cada vez mais restrita em sociedade.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!