O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Enfrentamentos da mobilidade urbana no Brasil

  O surgimento dos meios de transporte ocorreu no século XIX, durante a Segunda Revolução Industrial, e beneficiou a vida humana, tornando o mundo mais veloz. Entretanto, com a intensificação do processo de urbanização e o crescimento desordenado da população, a mobilidade urbana tornou-se um revés, especialmente nos países subdesenvolvidos, como o Brasil. Nesse contexto, a má qualidade dos transportes públicos e a falta de ciclovias seguras contribuem para a atual crise da mobilidade urbana brasileira.


  Convém ressaltar, a princípio, que  a condição da rede de transportes coletivos é precária. Um exemplo disso é a frota de ônibus do Rio de Janeiro, em que apenas 20% do total possui ar condicionado, segundo a Secretaria de Transportes da cidade. Ademais, a superlotação e as tarifas abusivas são empecilhos para a consolidação do transporte público. Em vista disso, os indivíduos optam pelo carro particular, o que corrobora o congestionamento e a emissão de gases poluentes em grande parte da malha urbana.
  Outrossim, a escassez de ciclovias é um entrave para fluidez do trânsito. Por ser um meio de transporte saudável e, na maioria da vezes, mais rápido, uma boa parcela da população tem utilizado a bicicleta. Contudo, as ciclofaixas ainda são insuficientes nos grandes centros do país, além de apresentarem problemas de segurança, como é o caso da queda da ciclovia Tim Maia, no Rio de Janeiro. Assim, a inércia governamental ameaça o fluxo do trânsito nas cidades.
   Portanto, é imprescindível que o Poder Público tome providências para atenuar a atual situação. Cabe ao Ministério da Infraestrutura, órgão responsável pela gestão do trânsito e transportes, o investimento na construção de ciclovias nos grandes centros do Brasil, onde os congestionamentos são mais intensos. Isso deve ser feito através de parcerias público-privadas, objetivando diminuir o deslocamento de carros individuais, uma vez que eles são os principais responsáveis pelo trânsito caótico. Feito isso, o direito de ir e vir, previsto na Constituição Cidadã de 1988 estará assegurado e a mobilidade urbana deixará de ser um problema no Brasil.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!