O desconto do plano APROVADO EM 2021 termina em: dias horas minutos segundos

ENEM 2019 : Democratização do acesso ao cinema no Brasil

De acordo com o site Meio e Mensagem apenas 17% da população brasileira tem acesso as salas de cinema. Essa não democratização ao cinematógrafo contribui para a diminuição da cultura em relação a parcela mais pobre da sociedade. Dessa forma, a insuficiência de leis e a falta de estrutura corroboram para esse quadro deletério.


 


 


 Em primeiro lugar, a Constituição Federal de 1988 alega que todos têm direito a cultura. Entretanto, essa lei não se faz realidade, visto que uma grande parcela da população não dispõe desse poder, o que afeta negativamente na vida dos indivíduos que não tem dinheiro para poder usufruir do cinema. Assim, é perceptível que a ida ao cinematógrafo fica disponível apenas para quem possui renda suficiente, impossibilitando a democratização.


 


 


 Outrossim, é a falta de estrutura das salas de cinema nos locais mais periféricos. Segundo a terceira lei de Isaac Newton "toda ação tem uma reação" paralelo ao contexto, a falta de uma estruturação faz com que a inacessibilidade aumente, pois os indivíduos que não possuem renda suficiente não poderiam ir já que além do ingresso para o filme teria também o gasto com o transporte público. Dessa maneira, afetando maléficamente a quem não tem condições, pois os filmes agregam culturalmente e educacionalmente.


 


 


Torna-se evidente,portanto, que medidas são necessárias para atenuar esse impasse. A Secretária da Cultura deverá tornar a entrada gratuita para aqueles que não possuem renda suficiente, além disso deverá providenciar salas de cinemas em locais de fácil acesso para a população mais pobre. Isso será efetuado por meio de verbas governamentais, afim de viabilizar a cultura. Somente assim, reverter esse quadro e alegar o que a Constituição de 1988 garante. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!