O desconto do plano APROVADO EM 2021 termina em: dias horas minutos segundos

ENEM 2019 : Democratização do acesso ao cinema no Brasil

      A Constituição Federal, de 1988, prevê a todo cidadão o direito à saúde, a educação e a cultura. No Brasil, a falta de mobilização do Estado permitiu o agravamento da democratização das salas de cinemas no país, o que representa uma afronta à condição humana, prejudicando a ampliação de políticas públicas referente a expressão cultural . Nesse sentido, pode-se afirmar que a negligência governamental e baixa divulgação midiátia agravam essa situação.  


      Primeiramente, é válido destacar que a displicência estatal colabora com esse cenário.   Segundo o pensador Thomas Hobbes, o Estado é responsável por garantir o bem-estar da população, entretanto, isso não ocorre no Brasil. Dessa maneira, é importante salientar que essa má atuação do Estado provocou a concentração das salas de cinemas nos grandes centros urbanos devido a grande industrialização nesses locias, gerando uma desigualdade nas periferias e  cidades do interior. Logo, não encontra respaldo político necessário para ser solucionado, o que dificulta a resolução do problema.


       Além disso, é pertinente ressaltar que a insuficiente exposição  dessa problemática contribui para a não democratização desse programa cultural. De acordo com dados do site www.meioemensagem.com, de 12/06/2019,  83% dos brasileiros não frequentam as salas de cinema o que comprova um desequilibrio ao acesso  do universo cinematográfico, portanto, tudo isso retarda a resolução do empecilho. Dessa forma, para que a baixa divulgação midíatica deixe de ser um dos causadores do problema , providências públicas devem ser tomadas com urgência.


      Portanto, para que as prescrições constitucionais não sejam apenas teóricas, mas se tornem medida prática, é necessária uma ação mais organizada do Estado. Nesse contexto, o Governo Federal, por meio de envio de recursos ao Ministério da Cultura, financie projetos destinados a construção de cinemas nas áreas mais carentes do país, a fim de que a acessibilidade a essa atividade de exibição seja garantidade de forma igualitária. Ademais, a mídia dele promover campanhas publicitária, debates em horários nobres fomentando a conscientização sobre a importância cultural cinematográfica. Espera-se, com isso, que grande parte dos brasileiros tenham acesso ao cinema e que promova o bem-estar da nação.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!