O desconto do plano APROVADO EM 2021 termina em: dias horas minutos segundos

ENEM 2019 : Democratização do acesso ao cinema no Brasil

No contexto histórico da guerra fria, o advento da globalização veio à tona para o mundo multipolarizado. Visto que as inovações tecnológicas produzidas em decorrência da expansão dos ideais capitalistas ganharam espaço significativo tanto em países desenvolvidos, como nos subdesenvolvidos, a difusão de demasiados tipos de meio de comunicação, à exemplo do cinema, foi intensificada devido ao sentimento de consumismo aliado ao lazer, impulsionando assim, o acesso à cultura pelos brasileiros. Dado o exposto, faz-se necessário analisar a atual conjuntura brasileira relacionada ao tema, para que assim, uma real democratização do acesso ao cinema seja implementada.



Diante desse contexto, analisa-se a segregação socioespacial no Brasil como intensificadora da desigualdade socio-cultural. Tal problema relaciona-se tanto à concentração fundiária - herança do período colonial - como ao início do processo de favelização, o qual remete à República Velha. Em consequência disso, a concentração de renda aumentou ao decorrer dos anos, trazendo consigo a desigualdade social e a falta de infraestrutura adequada, fazendo com que os moradores de bairros periféricos ficassem desassistidos social e culturalmente.



Por outro lado, deve-se analisar o crescente índice de desemprego no país, pois, sabe-se que o fator econômico é de extrema relevância para o acesso ao cinema. Visto que no governo JK houve uma expansão no processo de industrialização na região Sudeste do Brasil, houve um intenso êxodo rural, o que corroborou para o decréscimo do número de emprego no Norte e Nordeste. Tal fato ainda está presente nos dias atuais, sendo confirmado por uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a qual afirma que 3 milhões de pessoas estão desempregadas na região Nordeste, favorecendo assim, o aumento das disparidades socio-culturais do país.



Assim, sabe-se que a democratização do acesso ao cinema no Brasil, ainda é uma utopia, portanto, medidas de intervenção são indispensáveis. Desse modo, o Poder Executivo deveria implementar projetos em correto alinhamento com a mídia, à exemplo do Instagram, visando a difusão de propagandas que mostrem a criação, por parte do Governo Federal, de centros culturais dotados de salas de cinema com sessões gratuitas, próximos a áreas mais periféricas, bem como a criação de projetos de lei por parte do Poder Legislativo que vise a parceria das esferas pública e privada, objetivando um maior investimento dedicado à criação de novos postos de trabalho, de modo que, a democratização do acesso não apenas ao cinema, mas a cultura como um todo, se torne uma realidade concreta para todos os brasileiros.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!