O desconto do plano APROVADO EM 2021 termina em: dias horas minutos segundos

ENEM 2019 : Democratização do acesso ao cinema no Brasil

É notório os impactos da Revolução técnico-científica-industrial, iniciada no século XX, na sociedade atual. Nesse contexto, superando as expectativas de Lumière, um dos inventores do cinema, várias são as tentativas de integrar o acesso de toda a população a esse atrativo cultural. No entanto, essas políticas não são suficientes para essa integração, tendo em vista as seleções feitas pelo desenvolvimento dessa arte. É importante essa democratização, uma vez que infere-se na constituição de 1988 a garantia de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos.


Em um primeiro plano, é válido salientar as políticas para toda a sociedade poder ter acesso ao cinema. Nesse viés, muitas emissoras disponibilizam conteúdo midiático, consequentemente parte dos telespectadores assistem filmes. Entretanto, desses indivíduos, apenas 19% vão ao cinema, de acordo com as pesquisas do site meio e mensagem. Não só plataformas, como a "Netflix" e "YouTube" que permitem a visibilidade de muitos filmes, há também medidas do governo, por exemplo o desconto aos alunos que portam carteirinha do estudante.


Contudo, é evidente que essas práticas não são tão eficazes, uma vez que menos de 20% da população brasileira frequenta as salas de cinema. Segundo Adorno e Horkheimer, filósofos que criaram o conceito de indústria cultural, pensamento esse que traz a idéia de que o capitalismo faz a cultura de produto. Dessa forma, acontece com a arte cinematográfica, visto que empresas exibidoras só visam o lucro. Ademais, o número de salas corresponde a 66% das existentes em 1975, toda via essas estão concentradas, haja vista influenciadas pelo êxodo rural.


Portanto, é importante que o Ministério da Cultura, fortaleça a integração do meio, criando salas culturais gratuitas com transmissões de filmes com o foto de valorizar a nossa cultura e equiparar quem não poder pagar pelas cessões. É necessário uma parceria com as secretárias de educação nas zonas que não têm cinemas, para levar salas intinerantes, a fim de disponibilizar as pessoas que não tem oportunidade de ir aos grandes centros. Dessa forma, a os direitos garantidos na constituição será respeitado e muitas pessoas terão acesso ao cinemas.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!