use o cupom aprovado21 e ganhe + 21% de desconto extra 21% OFF

ENEM 2019 : Democratização do acesso ao cinema no Brasil

Deparar-se, no auge da 4ª Revolução industrial com atrasos como o acesso igualitário ao cinema no Brasil, é a prova definitiva de que não se aprendeu com o fluxo da História como era necessário. Mesmo consolidados nos ecos o Iluminismo, no século 18, os direitos do cidadão se liquefazem perante a negligência da Constituição Cidadã, a qual prevê o acesso à cultura a todos. Dito isso, emerge a necessidade de análise de duas realidades: o despreparo estrutural e econômico das periferias e o valor segregacionista, impossibilitando os mais necessitados ao acesso.
Em primeira análise, deve-se discorrer sobre a herança histórica deixada desde o período do Brasil Colonial, quando a capital Salvador, foi transferida para a cidade do Rio de Janeiro o que deixou uma profunda crise estrutural e econômica na antiga capital. Consoante a isso, o mesmo é notado na ultramodernidade, onde as periferias brasileiras são isentas de privilégios e de infraestrutura e, portanto, uma das mais recorrentes é o acesso ao cinema-veículo de disseminação de cultura e lazer- excluindo a sociedade do mundo globalizado e estruturado. Via de regra, a permanência do não acesso à cultura poderá afetar o futuro de uma nação pensada para o progresso e para a democracia.
Em segunda análise, é notório que o valor cobrado em uma sessão de um filme pode ultrapassar dos 80 reais, como é notado em alguns centros comercias como na cidade de São Paulo. Logo, a população do Vale do Jequitinhonha( Norte de Minas Gerais) a qual possui um salário próximo a 120 reais ao mês, ficam excluídas notavelmente de quaisquer acesso ao alucinante e fantástico mundo encantado da Disney, por exemplo, devido a precária política de desenvolvimento social e humanitário. Com efeito, cidade pequenas e principalmente o Norte e Nordeste do país são “esquecidas” em pleno mundo informatizado acarretando em desigualdade social.
Evidencia-se, portanto, diante da necessidade da universalização do acesso ao cinema é necessário solucionar essa problemática. Nesse viés, a atuação de parcerias público-privadas é a mais plausível, a partir da disseminação de projetos que levem o acesso ao cinema em áreas de baixo desenvolvimento humano, como a montagem de um cinema itinerante, o qual passe de cidade em cidade, a fim de elevar o nível de lazer e a manutenção de diferentes culturas. Dito assim, a partir dessa prática, haverá um maior acesso a filmes o que acarretará em uma população equiparada e atualizada juntamente com a hodierna 4ª Revolução Industrial.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!