use o cupom aprovado21 e ganhe + 21% de desconto extra 21% OFF

ENEM 2019 : Democratização do acesso ao cinema no Brasil

     Na série 3%, é retratada uma realidade dividída em duas perspectivas, uma da parcela majotária da população que vive em completa insalubridade social e outra da parcela privilegiada da sociedade. Não distante da ficção, o Brasil, hodiernamente, apresenta falhas no desenvolvimento uniforme das classes sociais. Tal negligência, pode ter como exemplo a não democratização dos cinemas para acesso popular, causado pelo crescimento da desigualde social e a má distribuição das salas de cinema.


     A prióri, é inevitável destacar que o direito ao bem-estar social é assegurado, a todo cidadão, pela Constituição Federal de 1988. No entanto, atividades como ir ao cinema não acessadas de forma uniforme a toda nação, pois cerca de 83% da população não frequenta sessões cinematográficas, segundo o site Meio e Mensagem. Diante do exposto, é inaceitável que um país de crescente desenvolvimento econômico não priorize a inserção da comunidade em um ambiente sociocultural diversificado.


     A posteriori, é relevante que processos como Revoluções Indutriais tanto desenvolveram inúmeras tecnologias, como também alavancaram as disparidades socioeconômicas. Assim sendo, a união da localização dos cinemas nas grandes centrais metropolitanas e a maior concentração da população pobre na periferías e interiores, causa a segregação de parcela da sociedade de um direito comum a todos.


     Desse modo, medidas devem ser tomadas para mitigar tais situações. Com a uniaão dos Ministérios da Cidadania, e Tecnologia e Comunicação, devem criar o projeto Cinema para todos, por meio de parcerias com ONG's e entidades privadas. Afim de alcançar um público maior em contato com a cultura e o lazer. Para que a série 3% seja apenas mais uma forma de entretenimento.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!