ENTRAR NA PLATAFORMA
ENEM 2019 : Democratização do acesso ao cinema no Brasil

O filme brasileiro ''Cine Holliúdy'', narra a odisseia de uma família do interior nordestino ao revolucionar culturalmente a cidade de Pacatuba, implantando o primeiro cinema de rua visto pelos habitantes. Consequentemente, os personagens alteram radicalmente a dinâmica socio-cultural do ambiente, elevando de maneira utópica a posição do local em termos de valorização global. Para além da ficção, o enredo narrado pela película diverge da realidade no que tange à democratização do cinema no Brasil, visto a existência de populações isoladas geograficamente. Tendo isso em vista, é indubitável entender como a tecnologia expande as possibilidades de acesso ao conteúdo cinematográfico.



 



   Em primeira análise, cabe salientar que a dificuldade de frequentamento aos serviços de cinema pelos moradores das pequenas cidades se dá pela falta de investimento e a desvalorização local. Em correlação, é possível observar essa problemática sob a perspectiva marxista, onde a desvalorização do mundo dos homens aumenta de maneira proporcional a valorização do mundo das coisas. Nesse viés, desde o processo de urbanização, onde a migração do campo para as cidades foi efervecido, os moradores do interior e as pessoas residentes em âmbitos menos centralizados sofrem tristemente com a desconsideração citada por Karl Marx, sendo a ausência de estabelecimentos de exibição a principal razão. Assim, de acordo com o filósofo Hegel, o Estado é pai da população, logo, deve cuidar de seus filhos. Concordantemente, deve-se resguardar a importância da acumulação de capital nas grandes metrópoles e investir na fatia marginalizada da nação.



 



   Ademais, um fator determinante que realiza a democratização do cinema são as possibilidades alternativas de consumir filmes fora das salas adequadas. Consoantemente, segundo Steve Jobs, a tecnologia move o mundo. Nesse sentido, dados da ANCINE e sites especializados demonstram que mais de 80% dos indivíduos assistem filmes via televisão. Isso se deve ao surgimento dos serviços de ''streaming'' como, por exemplo, a Netflix. Dessa forma, mesmo os sujeitos geograficamente isolados podem ter acesso aos mais diversos conteúdo advindos dos cinemas tradicionais. Em síntese, a disponibilidade dos meios digitais é vital para tal objetivo igualitário.



 



   Portanto, a fim de incluir integralmente a sociedade canarinha no universo dessa arte, urge que o Ministério da Cidadania, em parceria com o setor privado e por meio de verbas governamentais, invista na implantação de estabelecimentos de compra coletiva que ofereçam os serviços de exibição de filmes a partir de uma rede de cinema instaurada. Além disso, o mesmo ministério, junto a agências de publicidade, deve criar campanhas midiáticas que devem ser transmitidas diariamente nos sistemas televisivos e nas redes sociais, que salientem a importância do consumo de cinema para a cultura do entretenimento. Desse modo, será possível aproximar o conceito de ''Cine Holliúdy'' à realidade da população tupiniquim.


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde