ENTRAR NA PLATAFORMA
ENEM 2019 : Democratização do acesso ao cinema no Brasil

A existência dos "cidadãos de papel" teorizada pelo jornalista Gilberto Dimenstein fica evidente quanto ao acesso à sétima arte no Brasil. De fato, a despeito da garantia constitucional do direito à cultura a todos os brasileiros, o acesso ao cinema ainda é uma regalia de poucos, e grande parte da população tem seu direito garantido apenas na teoria. Esse panorama, porém, deve ser superado, uma vez que o cinema é importante não só no desenvolvimento cultural do indivíduo, mas também no levantamento de questões sociais.
Em princípio, assegurar o acesso ao cinema é viabilizar a formação de uma sociedade mais rica do ponto de vista cultural. Com efeito, em consonância com o pensamento de Platão, de que o importante não é viver, mas viver bem, observa-se que a qualidade de vida tem tamanha importância, de modo a superar a da própria existência. Nesse viés, o acesso irrestrito a diferentes manifestações culturais, em especial ao cinema, contribui sobremaneira na formação intelectual do brasileiro e impacta positivamente na sua qualidade de vida. 
Somando-se a isso, os filmes têm um papel importante no levantamento de questões sociais relevantes. Nesse sentido, o recente filme Coringa, por exemplo, abre margens para o debate sobre mazelas atuais, como a depressão e a psicopatia sofridas pelo protagonista. Ora, a abordagem desses problemas graves de forma lúdica, como o cinema proporciona, é um caminho para a desconstrução do preconceito acerca de problemas psicológicos e sua consequente busca por ajuda e superação. 
Por tudo isso, urge que o Ministério da Cultura, em parceria com o Poder Legislativo viabilize a democratização do acesso ao cinema por meio de leis de incentivos fiscais e redução de impostos que facilitem a implantação de salas de cinemas no Brasil, sem prejuízo da prática já regulamentada da concessão de descontos no ingresso para estudantes e idosos. Dessa forma, tal intervenção estatal terá o fito de garantir a cultura a um número maior de cidadãos e não só àqueles de classes sociais mais altas e que vivem em grandes centros. Assim, observar-se-á, no Brasil, uma população com amplo acesso à cultura, como preconiza a Constituição Cidadã de 1988. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde