ENTRAR NA PLATAFORMA
ENEM 2019 : Democratização do acesso ao cinema no Brasil

    Na obra '' Utopia'', do escritor inglês Thomas More, é retratada uma sociedade perfeita, na qual o corpo social padroniza-se pela ausência de conflitos e problemas. No entanto, o que se observa na realidade é o oposto do que o autor prega, uma vez que a democratização do acesso ao cinema apresenta barreiras, as quais dificultam a concretização dos planos de More. Esse cenário antagônico é fruto tanto da segregação social, quanto da inação de órgãos governamentais.
    Em primeira análise, de acordo com dados do portal UOL de 2017, apenas 27% das cidades do interior do Brasil tem acesso as salas de cinema, pois empresas procuram fazer instalação em cidades de altas rendas e conurbadas. Além do mais, ao restringir o acesso ao cinema, é lesionada a lei da constituição federal de 1988, na qual diz que todo o cidadão tem direito ao lazer (cinema). Dessa forma, a segregação social impede a democratização do acesso ao cinema, dificultando a resolução do impasse.
    Em segunda análise, de acordo com o filósofo alemão Dahrendorf , no livro '' Alei e a ordem '' , a anomia é a condição social em que as normas reguladoras perdem a sua validade. De forma análoga a esse pensamento, nota-se que as leis que deveriam democratizar o acesso ao cinema, encontram-se em um estado de anomia, pelo fato de serem, por vezes, ineficazes. Tudo isso, ocorre devido a inação das esferas governamentais, principalmente na esfera legislativa.
    Depreende-se, portanto, que medidas são nescessárias para a resolução do impasse. Logo, o Congresso Nacional deve criar uma legislação que garanta a democratização do acesso ao cinema em todo Brasil, por meio de reuniões com o Ministério das Telecomunicações, orgão responsável pela promoção cinematográfica, com o intuíto de criar ''Ônibus com cinema'' para levar o acesso a todas as cidades do interior do Brasil e democratizar o acesso. Dessa forma, o governo reverteria o estado de anomia e seria concretizado os planos de Thomas More.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde