ENTRAR NA PLATAFORMA
ENEM 2019 : Democratização do acesso ao cinema no Brasil

Em 1895, Lumière, um dos inventores do “Cinematógrapho” não compreendia que sua invenção se tornaria precursora de uma das atividades de lazer mais importantes para a sociedade. Pouco mais de trinta anos depois, o mesmo rapaz foi responsável pelo primeiro evento do Oscar, aclamada premiação direcionada a produções de impacto social. Não obstante, a popularização de filmes e de atores e atrizes na mídia não é acompanhada pela presença de seus admiradores nas salas de cinema. Entre as principais problemáticas vinculadas à essa tendência, encontram-se a concentração desses ambientes em áreas urbanas e a ausência de ações que incluam comunidades de baixa renda nesses locais.



Primordialmente, é necessário evidenciar que a desigualdade social no Brasil hodierno perdura há décadas, visto que durante o período de industrialização, a renda concentrou-se nas regiões Sul e Sudeste. Dessarte, os investimentos em cultura figuravam majoritariamente nessas regiões, e essa discrepância, consoante a ANCINE, ainda vigora, visto que as áreas do Norte e Nordeste são as que menos possuem salas de cinema, contribuindo na deficiência ao acesso democrático a essas atividades. De acordo com o filósofo Confúcio, a cultura deve estar acima da condição social, o que no cenário brasileiro atual não é observado.



Em segundo lugar, ressalta-se que as comunidades de baixa renda também se encontram entre os grupos mais prejudicados pelo não acesso às salas de exibição, conforme a mesma fonte. Apesar de ter aumentado nos últimos anos, as idas dos brasileiros ao cinema ainda representam menos de 1/5 da população segundo o site Meio e Mensagem.



Dentro desse panorama, urge a necessidade de pesquisas pelo Ministério da Cultura que visem escolher polos regionais para a construção de cinemas, buscando, desse modo, abranger o máximo possível de habitantes em um centro de integração comum. Cabe, ainda, ao Ministério da Educação, realizar excursões de escolas das áreas menos favorecida ao cinema, com o fito de mitigar a desigualdade social e aumentar a participação dos brasileiros nessas áreas.


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde