ENTRAR NA PLATAFORMA
ENEM 2019 : Democratização do acesso ao cinema no Brasil

           Charles Chaplin marcou época com seus filmes, especialmente “Tempos Modernos”, uma obra que retrata a vida de um trabalhador em uma fábrica de sistema de produção fordista. Apesar de ser em preto e branco e de não haver falas, esse filme continua sendo amplamente conhecido devido a seu impacto cultural. Exemplos como esse mostram o poder sociocultural que o cinema representa. Todavia, atualmente, devido à pobreza de parcela da população e a interesses econômicos, o cinema não é democratizado, o que precisa mudar.


            Em uma primeira análise, observa-se que muitas pessoas de baixa renda não têm acesso aos cinemas, já que esse gasto pode ser considerado supérfluo. Para ilustrar, se um indivíduo que recebe um salário mínimo, após quitar suas despesas com aluguel, alimentação, luz, etc., sobra R$ 30,00, ele gastará esse dinheiro indo ao cinema ou o guardará para um imprevisto? Provavelmente, ele optará pela segunda opção. Outrossim, esse cenário é agravado pela crise econômica enfrentada pelo país, pois cada vez mais pessoas enfrentam dificuldades financeiras. Logo, muito brasileiros são privados do acesso às produções cinematográficas.


            Além disso, nota-se que os cinemas são pouco disponíveis aos habitantes de cidades menores, já que eles se encontram majoritariamente nos grandes centros urbanos do Sudeste e do Sul. Isso decorre de interesses econômicos, visto que cidades maiores fornecem mais clientes, os quais são importantes para a manutenção e o lucro do estabelecimento e para o sucesso de bilheteria dos filmes. Desse modo, os pequenos centros urbanos não despertam interesse das empresas do ramo, tendo em vista que o retorno financeiro tende a ser menor.


            Portanto, para garantir a democratização do cinema no Brasil, esses problemas necessitam soluções. Primeiramente, o MEC deve desenvolver um programa de descontos no acesso ao cinema às pessoas que comprovem baixa renda, a fim de incentivar que elas tenham contato com esse importante disseminador de cultura. Ademais, o governo precisa viabilizar, por meio de incentivos fiscais, a criação de casas de cinema em cidades menores, para que a população desses locais tenha maior disponibilidade para assistir às obras cinematográficas. Desse modo, pretende-se que todos os brasileiros tenham contato com as obras dos “Charlies Chaplins” de nossa era.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde