use o cupom aprovado21 e ganhe + 21% de desconto extra 21% OFF

ENEM 2019 : Democratização do acesso ao cinema no Brasil

 No filme “Bastardos Inglórios”, cuja trama se desenvolve na década de 1940, a protagonista é herdeira de um cinema, que permite a ela ascender socialmente, ampliando o público espectador em Paris. No Brasil, essa expansão ocorreu algumas décadas mais tarde. Porém, devido à falta de investimentos sociais na área e às mudanças tecnológicas, houve retração do número de estabelecimentos cinematográficos no país, dificultando a democratização do acesso aos cinemas.


 Primeiramente, sabe-se que assistir a um filme, no século XXI, é algo cotidiano para a maior parte da população. Isso se tornou prático com a chegada de plataformas digitais de entretenimento, em que, ao pagar uma mensalidade relativamente barata, tem-se acesso ilimitado a determinados filmes e séries. Essa inovação faz com que quase 90% dos telespectadores brasileiros consumam regularmente esses produtos pela televisão, segundo dados da empresa “Meio e Mensagem”.


 Por outro lado, as obras exibidas em cinemas do país são consumidas por um público mais seleto, o que causa a exclusão de classes sociais mais baixas. Um fator que contribui para essa segregação é o escasso investimento do Estado na popularização da cultura cinematográfica. Dessa forma, cria-se uma Indústria Cultural da elite, a qual, segundo Adorno e Horkheimer, marginaliza os indivíduos alheios àquilo que mais se consome.


 Dessarte, percebe-se que medidas devem ser tomadas para democratizar o acesso ao cinema no Brasil. Para que isso se efetive, é ideal que o Poder Legislativo crie, por meio de projeto de lei, um “vale-cinema” para a população de baixa renda, garantindo a frequência da camada popular a estabelecimentos que exibam filmes recentes, a fim de ampliar o alcance dos cidadãos ao universo do cinema. Sendo assim, o público deixará de ser marginalizado pela Indústria Cultural, e o cinema será um entretenimento de amplo acesso no país.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!