O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

ENEM 2018

Na trilogia futurística e distópica "Matrix", um sistema operacional foi criado para auxiliar a sociedade, contudo esse sistema toma o controle, e passa a produzir humanos artificialmente, o qual são conectados a "softwares" e experienciam a ilusão de uma vida normal. Fora da ficção, a população brasileira enfrenta problemas análogos, uma vez que, as empresas de tecnologia, por meio de algorítmos, manipulam o comportamento dos usuários, não somente ferindo o poder de livre escolha do cidadão, como também suprimindo seu pensamento crítico.


A prióri, contrariando a teoria contratualista de Rousseau, que para atingir um estado de bem estar social as relações devem oferecer benefícios mútuos. As organizações que fazem uso dos algorítmos para traçar o padrão de consumo da sociedade não respeitam tal contrato, dado que, em posse do perfil online dos usuários, lhes oferecem informações contigenciadas o que restringe as possibilidades de escolha do indivíduo, que pautados na ignorância são influídos ao consumo excessivo, não só de produtos , como de Mídias Sociais. Nesse sentido, os internautas, assim como em Matrix", possuem a ilusão do livre-arbítrio.


Por conseguinte, é necessário destacar o poder persuasivo e alienador da internet. Tendo em vista que, assim como a Imprensa foi_ em grande parte_ responsável pela ascenssão do Iluminismo na França do século XVIII, as Mídias Sociais, munidas com algorítmos, possuem poder de manipular os cidadãos desprovidos de educação tecnológica, em benefício de questões políticas ( como as eleiçoes presidenciais estadunidense e brasileira), perpetuação ou oposição de valores e conceitos. O poder midiático é extremamente preocupante, haja vista que, segundo o IBGE somente cerca de 30% dos brasileiros não possuem acesso a rede. Aproximando-se ainda mais da realidade distópica da trilogia.


É evidente, portanto, que ações estatais são necessárias para amenizar a problemática da manipulação pelo acesso de dados. Para tanto, cabe ao Ministério de Ciência e Tecnologia regulamentar a obtenção de dados pelas empresas, por meio de avisos e pedidos de permissão ao usuário com linguagem clara e precisa, a fim de garantir a transparencia entre o prestador e os civís. É mister, que o Ministério da Educação inclua na grade curricular do ensino básico debates sobre tecnologia e segurança online, com o fito de formar cidadãos preparados para as novas tecnologias que os rodeiam. Somente desse modo nos distanciaremos do cenário de "Matrix".



Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!