O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

ENEM 2018

Após 24 anos, o sistema prisional brasileiro, ainda tem problemas referentes a época do Carandiru. Ou seja, a justiça permanece punitiva, seletiva e racista, condenando em massa os mesmos grupos sociais, através de uma falsa e falida guerra contra as drogas. Um grande exemplo e símbolo da seletividade penal é o filme nacional “quase dois irmãos “, o qual conta a história de um ativista branco e um traficante de drogas negro, dentro de uma penitenciária, evidenciando o quanto as diferenças sociais e raciais, são fatores condenadores no Brasil E infelizmente, não se pode dizer “ah, mas é só coisa de filme”, pois no país os crimes relacionados ao tráfico de drogas são responsáveis por grande parte dos encarceramentos, sendo 75% dos detentos negros, grande parte presos em flagrante por policias, os quais tende a ser as únicas testemunhas, similarmente ao caso do jovem Rafael Braga, o único preso em 2013 durante as manifestações dos 20 centavos, por estar uma pequena quantidade de drogas e um pinho sol, porque qualquer prisão ocorrida no Estado Brasileiro, parte de uma antiga narrativa com o mesmo roteiro, se um negro é encontrado em uma área periférica com certeza está traficando, afinal isso só acontece onde mora a pobreza. Em suma, criminalizar grupos sociais não é nem nunca foi a solução, não garante a diminuição da violência muito menos da criminalidade. O país só irá acabar com essa segregação ,quando o poder legislativo de fato passar a investir em uma política eficiente contra os entorpecentes, legalizando-os ; já em relação as prisões os três poderes deveriam exigir muito mais que depoimentos policiais para ocorrem prisões em flagrantes, uma lei a qual assegure provas contudentes e testemunhas fora do nicho policial. O sistema precisa investir em reintegração e segurança e não em continuar sendo essa verdadeira e monstruosa máquina de fazer vilão.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!