O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

ENEM 2018

Promulgada em 1988 pelo Congresso Nacional, a Constituição Cidadã Brasileira garante a todos o acesso à saúde e ao bem estar social. No entanto, o constante aumento do número de casos de suicídios em território brasileiro impede que a população usufrua dessa garantia. Nesse sentido, faz-se necessário analisar as causas da problemática para que caminhos sejam encontrados com intuito de resolvê-la. É evidente que a questão governamental esteja entre as razões do impasse. Segundo Aristóteles, a política deve ser utilizada para garantir a felicidade dos cidadãos. Entretanto, a falta de cumprimento eficiente da Constituição no que se diz a respeito à saúde mental e às possíveis consequências que esse transtorno podem gerar para a própria pessoa e para toda a sociedade vão de encontro com o pensamento do filósofo grego, tendo em vista que o Brasil está na oitava colocação no ranking de países com as maiores taxas de autocídio, segundo a Organização Mundial da Saúde. Além disso, para Émile Durkheim, o suicídio é visto como um fato social, ou seja, normas e valores que transcendem o indivíduo e podem exercer controle social. De maneira análoga, é possível inferir que o preconceito enraizado na população, principalmente contra aqueles depressivos - indivíduos com maior chance de tirar a própria vida - demonstra a afirmação do sociólogo. Portanto, indubitavelmente, medidas são necessárias para transpor tal obstáculo. É dever do Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, investir em projetos, através de incentivos monetários, a fim de melhorar a qualidade da saúde mental das pessoas e, por conseguinte, diminuir os casos suicidas em território brasileiro. Ademais, cabe às escolas públicas e privadas, juntamente com a sociedade civil organizada, deliberar acerca da temática com palestras e eventos específicos, com o fito de diminuir o preconceito e trazer informações corretas a todos. Deste modo, o Brasil será um país acolhedor a população.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!