O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Educação sexual e infância

É indubitável que o tema sexualidade vem ganhando destaque nas sociedades contemporâneas, o que gera o questionamento se esse assunto deve ou não deve ser tratado entre crianças e adolescentes. Segundo Jairo Bouer, médico e pesquisador sobre educação sexual, a falta de informações relacionadas aos atos sexuais promove um grande aumento do número de jovens que são afetados por problemas ligados ao sexo, mostrando a importância da orientação sexual na infância e na adolescência, reduzindo significativamente a quantidade de pessoas mais novas que sofrem com inconvenientes vinculados ao coito.


Neste contexto, vale ressaltar a gravidez precoce. Essa adversidade ocorre devido à falta de conhecimentos sobre métodos contraceptivos, como os preservativos, e a carência de diálogos entre pais e filhos sobre o assunto. Dessa forma, as crianças e os adolescentes poderão vir a enfrentar uma série de resultados negativos, como o possível abandono da vida escolar, pois, como muitos deles vêm de famílias pobres, deverão começar a trabalhar para sustentar o filho.


Além disso, cabe destacar o crescimento do total de jovens que vêm contraindo doenças sexualmente transmissíveis. Isso está associado ao fato de que muitos adolescentes e crianças desconhecem o uso de camisinhas e quais são as formas de transmissão dessas patologias. Assim, aqueles que forem infectados enfrentarão as péssimas consequências que essas enfermidades podem trazer, como a esterilização e o enfraquecimento do sistema imunológico, o responsável por combater agentes nocivos para o corpo.


Portanto, fica claro que a educação sexual na juventude é extremamente importante e que a ausência dela desencadeia diversos sofrimentos. Sendo assim, para que isso seja reduzido, as escolas, além de terem de incentivar os pais a falarem sobre sexo com seus filhos, precisam realizar palestras que forneçam aos seus alunos informações relacionadas ao tema. O governo federal, utilizando verbas públicas e tendo o apoio da iniciativa privada, deve melhorar o acesso aos meios anticoncepcionais. Tudo isso evitaria vários transtornos durante a vida juvenil, como a gravidez antecipada e a difusão de doenças sexualmente transmissíveis.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!