ENTRAR NA PLATAFORMA
Educação sexual e infância

‘’O importante não é viver, mas viver bem.’’ Segundo Platão, a qualidade de vida tem tamanha importância de forma que excede a própria existência. Entretanto, essa não é a realidade dos jovens e das crianças brasileiras, uma vez que a omissão das famílias e o despreparo das escolas corroboram para o paradigma da educação sexual. É primordial ressaltar que de acordo com Arthur Shopenhauer, os limites do campo de visão de uma pessoa determinam seu entendimento a respeito do mundo que o cerca. Nesse sentido, para muitas famílias falar sobre sexualidade ainda é um tabu, visto que algumas pessoas acreditam que estão fazendo apologia ao sexo. Contudo, educação sexual não aborda apenas o sexo, mas também, ensina as crianças e aos adolescentes sobre como ter responsabilidade sobre o próprio corpo. Portanto, jovens que não têm acesso a tais informações ficam mais suscetíveis ao abuso sexual e a gravidez precoce. Concomitantemente a isso, os números de DST (doenças sexualmente transmissíveis) cresceram mais de 90% no Brasil, segundo o Ministério da Saúde. Tal dado é o espelho do despreparo das escolas sobre como tratar acerca da educação sexual, haja vista que as instituições de ensino não dão grande relevância a esse assunto. Sendo assim, muitos buscam outros meios para achar informações sobre sexualidade, a internet, por exemplo. Desse modo, acabam, muitas vezes, encontrando conteúdos inadequados e se distanciando da sociedade. Fica claro, dessa forma, que algumas medidas precisam ser feitas. Logo, é mister que o Ministério da Educação adicione à grade curricular das escolas a matéria de educação sexual, na qual haveria palestras e debates envolvendo jovens, professores e pais com profissionais da saúde, com o intuito de tirar dúvidas e trocar experiências sobre sexualidade. Dessa maneira, o paradigma da educação sexual poderá ser quebrado e a realidade de Platão alcançada.


Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde