O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Educação inclusiva no Brasil

  "No meio do caminho tinha uma pedra, tinha uma pedra no meio do caminho". Ao analisarmos o poema de Carlos Drummond de Andrade, é possível comparar a pedra descrita na frase a problemas sociais, como o bullying e a falta de suporte nas escolas, os quais afetam a educação inclusiva no Brasil.


  Primeiramente, é inegável apontar o bullying como uma das pedras na inclusão educacional e a sua dificuldade de desintegração, pois, de acordo com Albert Einstein, "É mais fácil desintegrar um átomo do que o preconceito". Tal viés é oriundo do desconhecimento do trantorno vivenciado pelo aluno. Dessa maneira, a falta de informação causa medo e, na maioria das vezes, brincadeiras ofensivas, gerando receio e desejo de isolamento por parte da vítima, levando, por conseguinte, a problemas no aprendizado, como desânimo nos estudos e desatenção.


  Ademais, a falta de suporte nas instituições de ensino fomenta os obstáculos na educação inclusiva. Nesse espectro, as escolas brasileiras não estão adaptadas à educação de alunos com deficiência, tendo em vista a falta de estrutura, como salas e materiais adaptados a esse segmento, o que causa dificuldades do aluno deficiente em acompanhar os demais estudantes.


  Logo, é necessário o suporte educacional adequado a esses estudantes especiais. Essa ação deve ser trabalhada pelo Ministério da Educação - como órgao socializador -, desde a informalização a todos os estudantes até a estrutura das instituções, por meio de debates sobre trantornos fisícos e psíquicos com profissionais da saúde e uso da verba governamental para adaptação estrutural e materiais que atendam a esses indivíduos, tendo por finalidade a amenização dessa pedra social e a igualdade no aprendizado brasileiro.


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!