O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Doação de sangue no Brasil

Os obstáculos da doação de sangue no Brasil
Segundo dados da Organização das Nações Unidas, o Brasil é o país da América Latina que menos doa sangue. A cada dia, aumenta-se o número de pessoas que precisam de doação de sangue no país. Com isso, percebe-se que ela é essencial para ajudar a parte da sociedade que precisa e ainda, nota-se que a mesma sofre com desafios como, por exemplo, as limitações de pessoas e as fobias, que diminuem o índice de bolsas de sangue.
Primeiramente, é importante citar que o impedimento da doação de sangue de homens gays é um dos grandes fatores para a escassez de bolsas de sangue nos hospitais. Uma vez que essa ação exclui pessoas que poderiam aumentar o número de doações sanguíneas. Segundo as normas da Agência de Vigilância Sanitária, homens que se relacionam, frequentemente, sexualmente com outros homens, estão proibidos de doar sangue, pois o vírus HIV entre eles é de 10,5%. Como é o caso do goiano Welton Trindade que tem um namorado, mantém relações sexuais com ele, e nunca pôde doar sangue, de acordo com sua entrevista ao site BBC Brasil. Dessa forma, essa norma, indiretamente, contribui para a intensificação da homofobia.
Não se pode deixar de analisar a aicmofobia para assim, entender como ela contribui para o baixo índice de doação de sangue. Isso porque trata-se de um medo exagerado de agulhas que afeta 10% da população, segundo site Psicoativo. Para ilustração, tem o caso da amazonense Aline Fontão que, em entrevista ao site G1, contou que já deixou de doar sangue para a irmã, vítima de um acidente de carro, pelo pavor que tinha de instrumentos pontiagudos. Assim, as pessoas que sofrem com esse mau deixam de salvar vidas que dependem da transfusão sanguínea.
Torna-se evidente, portanto, que a doação de sangue é importante e devem ser promovidos meios para aumentar o número da mesma. O governo brasileiro deve financiar propagandas publicitárias, com parte do dinheiro pago pela população nos impostos, com o objetivo de convencer as pessoas a doar sangue para que aos poucos, a escassez na doação diminua e o Brasil fique entre os países da América Latina que mais doe sangue. Além do mais, a população deve organizar passeatas, através das redes sociais, para divulgar as vantagens da doação sanguínea para que assim, a sociedade se conscientize e doe mais. Desse jeito, será possível superar os desafios da doação de sangue no Brasil.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!