O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Doação de sangue no Brasil

    De acordo com o escritor Franz Kafka, “a solidariedade é o sentimento que expressa o respeito pela dignidade humana”, o que evidencia que um simples auxílio é capaz de transformar e salvar vidas. Entretanto, em sociedades individualistas, como a brasileira, a falta de empatia para com o outro reflete nos baixos índices de doação de sangue nos hemocentros. Nesse sentido, cabe analisar o avanço na lei como algo que contribui para o aumento no número de doadores e fatores culturais que ainda representam um empecilho para o processo.


    Diante de tal conjuntura, é necessário destacar a negação da restrição à doação por homens gays como um benefício para quem precisa. Segundo o Jornal O Globo, a decisão foi tomada após o Supremo Tribunal Regional considerar tal impedimento inconstitucional, por distinguir os cidadãos a partir da orientação e não apenas do comportamento sexual. Tal fato é extremamente positivo, uma vez que a medida possibilita um maior contingente de pessoas de se tornarem doadoras e contribuírem com a melhoria das condições de vida dos que necessitam de auxílio. Nesse sentido, é lamentável que essa postura ampliadora da capacidade de captação de sangue, apesar de toda garantia de igualdade prevista na Constituição, só tenha ocorrido tão tardiamente.


    Em contrapartida, fatores culturais e a falta de informação sobre o processo representam um entrave para o avanço de inúmeras campanhas de doação. De acordo com a publicação da revista Vox Sanguinis, fatores como religiosidade, medo, conduta de risco e qualidade de vida de possíveis voluntários são os que mais interferem na decisão de doar. Esse cenário é preocupante, uma vez que circunstâncias comportamentais impedem que grande parte da população participe dos mutirões de captação, permitindo que os estoques de sangue sejam inferiores a quantidade de pessoas que necessitam de tal ajuda. Destarte, enquanto medidas de esclarecimento sobre o procedimento não forem amplamente divulgadas, a quantidade de doadores será pequena.


    É evidente, portanto, que aspectos ligados a doação de sangue no país ainda são ineficazes. Cabe aos hemocentros, em parceria com médicos voluntários, promoverem campanhas de captação de sangue, por meio de ações nas redes sociais e nos grandes meios de comunicação, que envolvam depoimento de pessoas que foram ajudadas pelo processo e de indivíduos doadores, além de esclarecer dúvidas sobre o procedimento, com intuito de atrair cada vez mais voluntários e salvar um maior número de vidas. Assim, o sentimento descrito por Kafka será cada vez mais presente, em uma sociedade que decidiu praticar a empatia.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!