ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

Muito se discute, hodiernamente, acerca da doação de órgãos no Brasil. Nesse contexto, devido à falta de conhecimento tem por consequência o preconceito social tornando o tema um tabu. Ademais, em razão da escassez em infraestrutura hospitalar e profissional cria, por conseguinte a dificuldade em manter esses órgãos coerente com a 1 lei de Newton, lei da inercia, “Um objeto tende a permanecer em repouso a não ser que uma força exerça sobre ele”. Evidencia-se, então, que apesar da importância da doação, fatores limitam essas ações, esse que torna-se um desafio.


Em primeira análise, é necessário ressaltar que a falta de informação sobre o tema cria o receio social. Nesse sentido, Locke, em sua obra “Tabula Rasa”, que consiste em comparar o homem com uma folha branca esse  em contato com o conhecimento passa a ser preenchido. Nessa perspectiva, coerente com o pensamento do filosofo, hoje, torna-se evidente que devido à falta de informação social cria-se um tabu, de maneira análoga ocorre em relação a doação de órgãos, uma vez que em a escassez de informação origina o receio , que  estimula um a imagem negativa sobre doações. Isso mostra que fatores limitam o conhecimento de doação de órgãos que, por conseguinte impede o desejo dos indivíduos em torna-se doadores.


Ademais, cabe salientar que em razão a situação precária na estrutura hospitalar, atinge os processos para assegurar o bom estado dos órgãos. Nesse sentido, segundo a Constituição Federal de 1988, garante ao homem o direito a saúde, porém devido o descaso governamental torna-se difícil a execução desse. Dessa maneira,  a falta de estrutura hospitalar em armazenar, transportar e doar o órgão, são fatores que a impedem a realização. Além disso, a falta de preparo profissional, aflige o manuseio e transporte do órgão, assim limitando as suas doações e recibos , logo torna-se nítido a dependência de ações governamentais funcionando com o pensamento de Rousseau: “O homem nasce livre, mas por toda parte encontra-se acorrentado”. Portanto, é fundamental investimento na área da saúde, em especifico na doação de órgãos, para que reverta a realidade nos hospitais.


Diante do exposto, pode-se concluir que é fundamental tomar medidas viáveis para minimizar problemática. Assim, ao Estado deve investir na estrutura hospitalar em receber e doar órgãos, para isso deve rever a situação desses locais logo, reforçar ou investir em instrumentos básicos para a realização desses, além disso capacitar profissionais da área, e assim efetivar essas ações. Ademais, em união as mídias sociais, deve quebrar o tabu imposto, promover campanhas nas redes sociais, essas que demostre as informações básicas sobre a doação além de ressaltar necessidade de informar aos familiares sobre ser doador e assim informando o meio social para romper com barreiras impostas no meio social .

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde