ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

Na série “Vis a Vis” uma das personagens principais recebe o órgão doado após uma longa data de espera.Análogo ao exposto,na circustância atual,a concessão de órgãos mostra-se sobre críticas.De fato,a ineficiência Estatal e as divergências acerca da moralidade que compõe a sociedade brasileira,contribuíram para fomentar ainda mais esses julgamentos.Nesse viés,é necessário discutir e elencar o processo de doação de tecidos humanos no Brasil.


       De início,a péssima gestão Governamental contribuiu para a não efetivação plena do programa de concessão de órgãos.Ainda que no Brasil o primeiro transplante de tecidos foi realizado na década de 60,pelo médico Euryclides de Jesus,decorrido o tempo,na atualizadas o país ainda persiste em ter poucos transplantações comparadas a escala Mundial.Sobretudo,esse fenômeno decorre do desconhecimento da sociedade acerca dos benefícios da doação,que além de aumentar a expectativa de vida do receptor,também contribuiu para a inserção de despesas sobre os gastos funerários sobre o doador.Desse modo,estas desinformações  sobre o assunto,fazem com que pessoas morram todos os anos em filas de esperas por um tecido humano.Logo,é perceptível que a baixa disponibilidade  da compressão da doação de tecidos,causado por um Estado ausente,contribui para a ineficácia do programa de doação de órgãos.


    Em consequência,nota-se as divergências acerca da moralidade e ética no âmbito nacional.Nessa perspectiva,o filósofo Alemão Imannuel Kant afirma a necessidade de uma Ética que se sobressaia sobre qualquer moralidade,visando o bem estar de uma sociedade.Entretanto,tal teoria não é aplicada,visto que as famílias brasileiras são guiadas por uma doutrina religiosa que muitas vezes as cega para a ajuda ao próximo.Sendo assim,essas ações contribuem para o impedimento para a efetivação da doação de órgãos,contribuindo para mortes que poderiam ser evitadas.Por fim,é notório que a moralidade exacerbada nos lares brasileiros muitas vezes impede a concessão  de órgãos e consequentemente,a vida dos receptores.


      Portanto,a doação de órgãos no Brasil ainda é pequena e restrita.Cabe ao Ministério da Saúde,juntamente com o Ministério da Educação,promover o conhecimento dos benefícios acerca da concessão de tecidos nas escolas e faculdades,rompendo com os paradigmas da moralidade,por meio de debates e aulas ministradas por professores capacitados,a fim de promover a maior inclusão de órgãos nos hospitais com toda a parcela da sociedade.Somado a essas medidas,a concessão de órgãos será efetiva.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde